terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Ladrões roubam caminhão dos Correios diariamente.


Ontem fui ao Correio postar a devolução de uma máquina de tosquiar nova que havia comprado como presente de natal, para minha filha Natália Medina. A máquina que a Natália iria usar para embelezar a cachorrada que ela cuida, veio com defeito.

Então perguntei se podia declarar o conteúdo do pacote. Sim e, a atendente ainda disse que eu poderia fazer um seguro, pagando 1,5% do valor do objeto declarado. Achei interessante a ideia do seguro, principalmente porque um colega da balconista entrou na conversa e disse que todos os dias, um caminhão dos Correios é atacado no Brasil e, tem toda a sua carga roubada.

Achei a estatística alarmante. Um caminhão dos Correios atacado diariamente e, a maioria, ao longo da BR 116. E, um dos itens mais cobiçados pelos ladrões são cargas que contenham perfumes, mercadoria fácil de vender.

Olha, admiro o trabalho dos Correios e, principalmente, seus funcionários que prestam um serviço de grande relevância em nossas vidas. E, cada vez mais vemos a importância das polícias civis e militares, estaduais e federais, no combate aos criminosos e na defesa de todos nós, a despeito dos governos tratarem os trabalhadores da segurança pública e de outras categorias de funcionários públicos, como vilões da falência do Estado.

Aroldo Medina



sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

13º salário dos servidores do Estado do RS.

Dizer que o Governo do Estado do RS "marcou toca", em não se antecipar na solução do mega problema dos funcionários públicos do Poder Executivo do Estado do RS que anteciparam o 13º salário de 2016 é um eufemismo muito brando. A bem da verdade, o Governo se fez de louco mesmo, mais uma vez.

Todos os funcionários públicos do Executivo gaúcho que anteciparam o décimo terceiro de 2016, salvo raríssimas exceções, terão suas contas negativadas e bloqueadas, na próxima terça-feira, dia 20/12, quando o banco vai debitar o valor integral do décimo adiantado, mais os juros, na conta do vivente.

O Governo podia ter se antecipado ao problema e, buscado uma solução semelhante a de outros anos, quando ajustou com o BANRISUL que o décimo fosse pago, em condições especiais, onde o Estado do RS, como pessoa jurídica, assumia a responsabilidade da quitação do empréstimo de cada funcionário. Em linhas gerais era isso. Esta operação estaria vetada este ano, por um apontamento do Tribunal de Contas do Estado do RS. Não sei se isso é verdade ou é desculpa para não pagar o décimo terceiro, nos moldes de anos anteriores.

O fato é que esse tipo de negligência governamental vai tumultuar ainda mais, a vida de milhares de servidores do Estado do RS, já sacrificada pelo parcelamento dos salários. E, no meio policial gaúcho que vive um stress agudo permanente por vários fatores, o choque de ver a conta negativada, presumivelmente, vai acarretar em tragédias pessoais que não pouparão famílias inteiras, de muito sofrimento.

Curto e grosso, escrevendo o óbvio: o não pagamento do 13º só agrava a crise financeira que vivemos. Com a conta negativada, o cliente é engolido pela bola de neve dos juros das contas atrasadas. E, o Estado sai perdendo porque o cidadão vai atrasar o IPTU, o IPVA, entre tantas outras contas que vão jogar a economia na lona.

O Banrisul esta trabalhando para oferecer alternativas para o cliente não ter a sua conta negativada e bloqueada. Iniciativa do banco. Mas, por melhor que seja o esforço e boa vontade do Banrisul, em auxiliar na solução deste problema, ela será um paliativo, pois, deverá passar por mais endividamento da pessoa física e, o alongamento de dívidas já existentes, o que deve ser evitado a todo custo.

Aroldo Medina

P.S. O não pagamento do 13º é só no Executivo.