sexta-feira, 28 de maio de 2010

Eleição na Associação dos Oficiais da BM.



Oficiais da BM compareceram hoje, no Clube Farrapos, em Porto Alegre, para eleger a nova Diretoria Executiva, Conselhos Deliberativo e Fiscal da Associação dos Oficiais da Brigada Militar. A votação transcorreu tranquila, no horário das nove da manhã até às quinze horas e trinta minutos da tarde.

Quatro chapas se inscreveram para disputar o pleito, o mais concorrido da história da associação. A campanha mais ostensiva foi feita nos últimos 30 dias, por e-mail, blogs e contatos pessoais dos candidatos e de seus cabos eleitorais. Houve uma chapa de situação e três de oposição, sem favoritismo de nenhuma delas.

O resultado só será conhecido nos próximos dias, pois, o processo eleitoral da oficialidade da BM admite além do voto presencial, depositado em urna, o voto dos associados através de correspondência. Como o Correio fez greve durante o pleito, os votos depositados na Empresa de Correios e Telégrafos, só poderão ser computados depois de serem recebidos pela Comissão Eleitoral.

Relatoria: major Aroldo Medina.

Menos imposto no Brasil: apóio essa idéia!


Revista Época desta semana, traz importante reportagem sobre a carga tributária no Brasil. E bota "carga" nisso. Ombros largos tem o cidadão brasileiro e pernas bem fortes para aguentar tamanho peso de impostos, nas costas, além de muito conformismo também. Neste aspecto, dá até para comparar o brasileiro com um caminhão, daqueles de 18 rodas, sabe? Motoração de muitos cavalos vapor para transportar tamanha bagagem.

Vale a pena comprar a Revista Época e ler a repostagem. Chega ao final, o leitor se sente um herói, por suportar tanto ou quem sabe um idiota, por deixar a coisa chegar a este nível de extorção legal.

Sou à favor dos impostos. Justos. E que todos paguem. Condeno a sonegação e a economia informal. Mas a carga tributária brasileira precisa ser revista pela classe política desse país. Urge ser reduzida. Temos que cobrar isso de quem vier pedir o nosso voto, nestas eleições, onde sou à favor também da renovação dessa classe de políticos que nos atormentam, com tantos escândalos e incoerência.

Aroldo Medina

terça-feira, 25 de maio de 2010

Sargento Ariel





Às vezes, ficamos tão envolvidos com as inúmeras atividades do trabalho que esquecemos de agradecer as pessoas que estão do nosso lado, diariamente, nos ajudando na realização de nossas tarefas. É o caso do sargento Ariel, meu colega no DLP (Depto de Logística e Patrimônio) da BM. Um profissional do mais alto gabarito técnico e uma pessoa de caráter robusto e moral impoluta, como diria o próprio Rui Barbosa.

Conheço o Ariel há mais de dez anos. Trabalhei com ele no 1º BPM. Eu era capitão. Ao elogiar um soldado, com entusiasmo, depois dele prender um motorista que ao ser abordado, tentara subornar o soldado com R$ 500,00 (quinhentos reais), pois, seu porta-malas estava cheio de medicamentos roubados, os soldados me disseram que a Companhia tinha um outro policial, igualmente, merecedor do maior reconhecimento profissional, por sua conduta exemplar: o então, cabo Marco Ariel Nunes Gonçalves.

Passei a observá-lo e constatei que realmente se tratava de um profissional digno do maior crédito e elogios dos colegas de farda e da comunidade. Suas histórias são realmente extraordinárias. Vou contar uma delas, passados dez anos do dia que ocorreu.

O Ariel prendeu um estudante, na porta do colégio, com os bolsos cheios de droga. Momentos depois, a mãe do aluno parava seu automóvel de luxo na frente do portão da escola, tentando libertar o filho preso. Trouxe consigo um argumento forte: "um maço de dinheiro" nas mãos. Tentou colocá-lo nas mãos do Ariel, como "passaporte" de libertação do filho preso. O Ariel, sereno, olhou sobriamente a mulher desesperada e lhe disse:

"- Senhora! Por favor, guarde o seu dinheiro. Faz muito calor e, embora eu não tenha condições de comprar uma única garrafa de água mineral para matar a minha sede que é grande, seu filho continua preso. Use este dinheiro para contratar um advogado. E, mais uma coisa, só não prendo a senhora também pelo que acabou de fazer, porque a senhora é mãe. E, mãe, nestas circunstâncias faz qualquer negócio para proteger um filho." Neste momento, a mulher desabou, num choro convulsivo, cobrindo o rosto com suas mãos.

Por este motivo, essa lucidez ímpar e, tantas outras condutas e diligências profícuas levadas a bom termo, agradeço ao sargento Ariel por seu apoio tradicional, lealdade, profissionalismo, educação exemplar, camaradagem, capacidade de julgamento e reconhecida coragem. Serve de exemplo para todos nós não só como militar, mas também como cidadão. A Brigada e a comunidade devem se orgulhar de policiais com o valor pessoal do Ariel, cuja conduta diária está acima do significado da mais alta distinção militar que ainda lhe possa ser conferida em vida.

Major Aroldo Medina

sábado, 22 de maio de 2010

Reunião com os Verdes



Membros do Partido Verde do RS reuniram-se hoje, na Câmara Municipal de Gravataí, a fim de debater seu programa de Governo para o Estado do RS. Constituíram comissões temáticas em cada uma das principais áreas da administração pública, buscando soluções para os problemas do Estado.

Convidado, compareci no evento e observei os grupos reunidos muito compenetrados na sua proposta de trabalho. Junto com o pré-candidato dos Verdes ao governo do Estado, Montserrat Martins participei dos estudos da Comissão de Educação. Montserrat defende além de um melhor salário que para os professores, com recursos oriundos de uma melhor gestão de governo, a constituição de Comites Regionais composto por professores, com autonomia para administrar recursos e estabelecer políticas e prioridades regionais ligadas a educação pública estadual.

No encontro, ocorreram novos debates sobre uma possível aliança do PV com o PRP (Partido Republicano Progressista), liderado pelo coronel Sérgio Sparta, no RS.

Conversas Cruzadas TVCom



Gosto do Conversas Cruzadas e mais ainda do Lasier Martins.

No programa desta sexta-feira de noite fria, enquanto tomava um café com leite quente e comia umas bolachinhas, ao lado de minha mãe, 75 anos de idade, ouvia o pensamento do empresário Ademir Luiz Costella.

O tema em debate focou o estrangulamento do trânsito de veículos no eixo Porto Alegre / Novo Hamburgo, via BR-116. Olha! Vou dizer uma coisa: gostei mesmo do Costella. Muito positivo. Pensamento claro e ágil, exposto com firmeza, coragem e inteligência. Colocou os administradores políticos do problema em cheque várias vezes. Mas quem leva o "mate", somos nós mesmos que temos que enfrentar congestionamento no trecho todos os dias.

O Costella lembrou até mesmo das ferrovias que se não tivessem sido abandonadas em nosso país, certamente seriam hoje grandes alternativas de transporte seguro de passageiros ou mesmo de cargas, com qualidade e custos bem acessíveis para seus usuários.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Seminário Eleições 2010





Os organizadores do Seminário Eleições 2010 que ocorreu hoje na Câmara Municipal de Porto Alegre estão de parabéns. O plenário, lotado, chamou atenção até mesmo dos jornalistas mais experientes, presentes no evento, como Armando Burd, editor de política do jornal Correio do Povo.

Mediado pelo âncora de TV, Claudio Brito, do Grupo RBS, o Seminário promovido pela Escola do Legislativo Julieta Battistioli, ligada à Câmara Municipal de Porto Alegre, com apoio do TRE-RS, contou com a presença de painelistas de alto gabarito intelectual do mundo jurídico gaúcho. Palestraram Lúcia Liebling Kopittke, juíza do TRE-RS, Alfredo Englert, desembargador do TRE-RS, Herbert Miranda, auditor do TRE-RS, Geraldo Costa Da Camino, procurador-Geral do Ministério Público de Contas e Renato Sagrera, jornalista do TRE-RS.

Além de oportunizar uma melhor compreensão do Sistema Eleitoral Brasileiro, os palestrantes destacaram o papel das instituições que coordenam e fiscalizam o processo eleitoral no Brasil, em coibir abusos de poder econômico que desigualam os candidatos, defesa da ordem jurídica, conscientizar as pessoas para valorizar o seu voto e a identificar no candidato condutas como probidade administrativa e moralidade, incentivar a participação dos jovens no processo eleitoral e ver o TRE como uma "agência reguladora de eleições", como defendeu criativamente, o desembargador Alfredo Englert.

Ao final do evento, cumprimentei a diretora da Escola do Legislativo Julieta Battistioli, Débora Balzan Fleck, ao lado do vereador, Sebastião Melo, presidente da referida escola. Ambos merecem todo nosso reconhecimento, ao lado de suas equipes de trabalho, por iniciativa tão útil na educação da sociedade para uma política de maior qualidade e resultados.

O contexto das palestras e os conceitos apresentados despertaram em minha consciência reflexões e pensamentos que me motivaram até a fazer um vídeo e postá-lo no You Tube.

O Seminário me fez pensar

Só lamentei não poder comparecer no tradicional Fórum Político UNIMED que também ocorreu na presente data, no Shopping Barra Sul, em nossa capital, como fiz em sua última edição.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Novo livro: Brigadeiro Antônio de Sampaio.



"Brigadeiro Antônio de Sampaio" é o título do mais recente livro lançado hoje, pelo coronel historiador Claudio Moreira Bento, em homenagem ao bicentenário do patrono da infantaria brasileira.

O lançamento do livro foi no Salão Nobre do QG do Comando Militar do Sul, no Centro de Porto Alegre, numa tarde típica de inverno, tempo nublado e frio característico da região Sul. Cerca de 150 pessoas, civis e militares, a maioria oficiais e praças prestigiaram o evento, no 5º andar do CMS, vestindo uniforme camuflado, com japona.

Uma pequena fila se formou para aquisição do livro, vendido a R$ 15,00. A aglomeração foi maior ao redor das mesas com guloseimas apetitosas e refrigerantes.

O coronel Dangui, cavalariano ativista do Movimento Verde Amarelo, eleitor declarado do coronel Sparta, prestigiou o coronel Bento, afirmando seu orgulho ao receber um livro autografado pelo autor e colaborar na disseminação da história militar brasileira.

Também entrei na fila para pegar a minha dedicatória do nobre chefe e amigo Claudio Moreira Bento, presidente da Academia de História Militar Terrestre do Brasil e depois, com o livro do brigadeiro Sampaio debaixo do braço, também fui degustar uns salgadinhos e matar a sede com uma coca gelada.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

Posto Ipiranga


O cotidiano da vida da gente nos reserva, algumas vezes, histórias inesperadas.

Estava com uma viagem de longo percurso, programada para este final de semana. Antes de pegar a estrada, no início da noite de hoje, parei num posto para fazer uma revisão básica: água, óleo e calibragem dos pneus.

Logo ao puxar a vareta do motor, o bombeiro foi logo avisando que o óleo estava ruim e, já foi sugerindo uma troca. Olhando atentamente a vareta, vi que o homem do posto tinha razão. Manobrei o veículo e o coloquei no box jet oil para troca de óleo, limpo e bem organizado.

O trabalhador do posto era um profissional no seu ofício. Manuseou seus equipamentos com segurança, tirou o óleo queimado do motor, trocou o filtro e ainda opinou sobre o óleo mais adequado para um motor com bastante uso, como o da minha camioneta. Convenceu-me, inclusive, a usar um óleo diferente do que eu vinha usando. Sugeriu que eu trocasse o F1 master plus 15sw40, com base sintética, para o F1 master SL 20w50, mais barato e com melhor rendimento.

Após concluir seu serviço, foi além, constatou que eu estava com um vazamento na bomba d'água do motor. Apontou-me o problema e sabendo que eu pretendia viajar, sugeriu que eu não o fizesse, sem antes providenciar o conserto da bomba de água.

Por fim, ainda acrescentou, de maneira muito convicta que Deus havia me guiado para constatar o problema, antes de iniciar a viagem, afastando-me dos perigos de uma viagem noturna. Agradecido ao Mundo Espiritual e sorrindo internamente, concordei com o homem do posto que me atendia, o senhor Wilson Anacleto Carneiro, 30 anos de profissão.

Saí muito satisfeito com o atendimento do Posto de Combustível Master Ltda (Av. Getúlio Vargas, nº 801, bairro Niterói, em Canoas) da Rede de Postos Ipiranga que estão de parabéns pela qualidade do atendimento ao cliente, proporcionado pelo seu quadro de colaboradores.

Aroldo Medina

Pré-convenção do jovem PRP no RS

Compareci no Plenário Ana Terra da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, nesta tarde, para prestigiar a pré-convenção do Partido Republicano Progressista, conduzido pelo seu nobre líder, coronel Sérgio Sparta.

Lá estavam reunidos os pré-candidatos do PRP, à deputado estadual e federal, ao lado militantes republicanos progressistas, simpatizantes, familiares e representantes de outros partidos.

O presidente do PRP, coronel Sparta, mais uma vez, defendeu a candidatura própria ao governo do Estado do RS e, indicou-me como o preferido do seu partido para a vaga.

Honrado com a distinção, expliquei a todos presentes que havia sido, recentemente, também lembrado pelo deputado Onyx Lorenzoni, em entrevista ao jornal Zero Hora, como um possível pré-candidato à ocupar vaga ao senado, na coligação do Democratas com o PTB.

Ainda neste encontro com os republicanos progressistas, sugeri que estudassem a possibilidade de uma aliança com o Partido Verde no RS, no ato representado pelo vereador de Gravataí, Ricardo Canabarro, membro da Executiva Estadual dos Verdes, indicando candidato ao senado, proposta que ficou de ser analisada.

Aroldo Medina

Nota: não posso, no momento, ilustrar com foto esta postagem, pois, meu fiel escudeiro Marco Ariel Nunes Gonçalves, colocou suas impressões digitais na lente da máquina e todas as fotos saíram com seu dedão impresso nas fotos que tirou. Ôh! Ariel.

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Partido Verde





À convite, participei no início da noite de hoje, na sala Sarmento Leite da Assembléia Legislativa do RS, de reunião com líderes regionais do PV (Partido Verde), PRP (Partido Republicano Progressista) e PTC (Partido Trabalhista Cristão).

No encontro, tive o privilégio de conhecer o pré-candidato à governador do PV, Montserrat Martins, a presidente estadual do Partido Verde, Marivaine Alencastro, seu vice-presidente, Nelton Vantuir Schmiat, ao lado do vereador de Gravataí, Ricardo Canabarro (PV), junto com outras lideranças carismáticas dos Verdes, como Nelson Vasconcelos.

Normalmente, reuniões políticas costumam ser pesadas. O clima tenso. Esta reunião com os Verdes fugiu a esta regra. O ambiente foi de integração, harmonia intelectual e espiritual. Assisti um debate político de elevado nível de conversação.

As lideranças do PV se reuniram para ouvir a posição de líderes de outros partidos emergentes presentes, sobre a possibilidade de formação de uma aliança para disputar o Governo do Estado. O coronel Sérgio Sparta, presidente do PRP e João Carlos Rodrigues, presidente do PTC, afirmaram sua disposição de compor com o PV, apoiando a pré-candidata Marina Silva, à presidência da República, fazendo uma coligação com Montserrat na cabeça da chapa, podendo indicar um candidato a vice e um ao senado, destacando ainda a importância de fazer uma união das legendas na eleição proporcional para deputado estadual e federal.

Os líderes ficaram de se encontrarem novamente, na próxima semana, para dar andamento à aliança, após se reunirem com seus Conselhos Políticos e levarem o cenário debatido nesta reunião.

Aroldo Medina

Partido Verde RS
Partido Republicano Progressista RS
Partido Trabalhista Cristão RS

Círculo Militar de Porto Alegre

O coronel Sérgio Sparta, oficial de infantaria do Exército Brasileiro, levou-me hoje para almoçar com seus pares, no Circulo Militar de Porto Alegre. Lá estava um contingente expressivo, uma centena de oficiais da ativa e da reserva de nossa conceituada Força Terrestre Nacional.

Presente no evento, o Comandante do CMS, general de Exército, Túlio Cherem, ao lado do seu Estado Maior, junto com a diretoria do Clube e a oficialidade verde oliva, foram anfitriões de elevada cortesia e cavalheirismo.

Usei da palavra para além de agradecer a hospitalidade, reafirmar a honra que sentia em ter recebido em 1994, a insígnia de Colaborador Emérito do Exército, das mãos do general Délio de Assis Monteiro e também de representar a Brigada Militar, ocupando cadeira especial destinada à BM, na Academia de História Militar do Brasil, com sede na AMAN, em Resende (RJ), cujo patrono desta cadeira é o coronel Hélio Moro Mariante.

Aroldo Medina

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Chico Xavier



Cheguei do cinema há pouco. Assisti o filme de Daniel Filho, Chico Xavier.

A sessão estava cheia, no Shopping Canoas, em reformas. O Cinemark dá uma colher de chá, às segundas-feiras. O preço do ingresso, "entrada inteira" é apenas seis reais.

Gostei muito do filme. Mostra aspectos da vida e da mediunidade de Chico Xavier e de sua ligação com o Espiritismo. Daniel Filho é bem objetivo em sua obra. Amálgama a simplicidade do seu protagonista, nos levando a conhecer a vida humilde do menino Francisco Cândido Xavier, sua mocidade e fase de consagração, sem deixar de mostrar algumas das muitas provações pelas quais teve de passar antes de desencarnar, dez dias depois do Brasil conquistar seu pentacampeonato mundial, em 30 de junho de 2002.

O filme não é uma obra de ficção. É um documentário, uma poesia, uma luz na vida dos homens e mulheres de todas as idades que buscam paz e tem fé em Deus e, em toda sua corte celestial, aqui na Terra, governada por Jesus, como me ensinou a Clarice Pires Bittar, uma estudiosa do Espiritismo, há muitos anos.

Uno-me a todos aqueles que tem fé. Irmano-me com todos os que lutam pela paz. Faço silêncio como todos os que deixam a sala de cinema, mudos, depois do filme, para conversar com pensamentos que nos ligam com Deus.

Biografia de Chico Xavier

sexta-feira, 7 de maio de 2010

O novo Batalhão Aéreo da BM


Ouvi uma história bem interessante, nesta sexta-feira, digna de registro. O GPMA é uma unidade operacional aérea da BM. Recentemente, este grupamento brigadiano foi elevado a condição de batalhão. Esta saindo de um pequeno hangar locado da INFRAERO, no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, para ocupar no mesmo aeroporto, um hangar bem maior que pertencia ao extinto DSA (Departamento de Serviços Aéreos) do Estado do RS.

Esta semana, já sob nova direção, rolou um estress com os pilotos civis. Veteranos da aviação, verdadeiramente profissionais do mais elevado gabarito, estranharam a nova "cadência de marcha" dos veteranos militares. Fizeram cara feia, os pilotos, ao serem instados a cumprirem sua carga de trabalho contratual de 40 horas semanais. Estavam acostumados a ter mais flexibilidade na antiga administração, neste ponto. E por falar em ponto, fizeram nova cara feia, ao terem que assinar um "Livro Ponto" de "presença física" no hangar. Consta que até procuraram o sindicato da categoria para reclamar. Não pode ter sido excesso de trabalho. Acho que foi o "Livro" ponto!

E não foi só a cara dos pilotos que mudou. Uma elevada autoridade governamental usou os serviços do novo Batalhão Aéreo dos gaúchos, no segundo dia da nova administração. Chamou a atenção da autoridade, as lâmpadas que se acostumou verem queimadas, funcionando. O meio fio pintado de branco, o hangar mais limpo, o banheiro consertado com um vaso sanitário que aniversariou quebrado, também trocado e, para fechar com chave de ouro, pediu uma "água com bolinhas" e, ganhou um suco gelado que viu sair de um frigobar que nunca vira funcionando.

Eta! Brigada velha. Com tudo que passa, ainda tem tempo para arrumar a casa dos outros, ainda que a própria casa também necessite de reformas.

Porto Cultura

Recebi hoje, nova visita de um dos mantenedores do Porto Cultura. Foi com surpresa que recebi convite para ser colunista de literatura do site com 450 mil acessos mês.

Renan Henry Fraga, meu afilhado, foi meu padrinho na indicação que recebeu apoio de seus líderes no Porto Cultura. Aceitei o desafio. É um desafio, pois, a expectativa dos gestores do espaço é que eu comente um livro por semana, no mínimo. Só não me assustei com a idéia de ler um livro por semana, porque realmente sou apaixonado por livros, há muito tempo.

Aqui em casa até rola uma censura contra mim, confesso aos leitores deste espaço porque acham que eu compro livros demais. Dia desses minha filha chegou, meio sem jeito para mim e, disse que o pessoal tava achando que eu era "compulsivo". Até eu explicar que os livros que regularmente compro pela Internet, normalmente, estão com descontos especiais, tipo "Programa de Inclusão Cultural" do Submarino, já ganhei o título de "compulsivo". E nem são tantos assim, uns dois por mês, imagina se assessam o blog agora e descobrem que provavelmente dobre o "consumo" de livros por mês, do que será que vão me chamar!?

Obrigado ao pessoal do Porto Cultura pela confiança e a generosidade do seu convite. Espero estar à altura de tão honrosa função, de servir aos internautas com análises que lhes possam auxiliar na escolha de seus livros. Que responsabilidade!

Um abraço a todos, Aroldo Medina.

segunda-feira, 3 de maio de 2010

PRP 44


Estava trabalhando no meu posto de Comando no DLP (Depto de Logística e Patrimônio) da BM quando tocou meu telefone celular. Eram oito horas da noite. Não reconheci o número que me ligava. Atendi o telefone e fiquei surpreso ao reconhecer a voz do coronel Sílvio Dadia Sampaio, no outro lado da linha.

"- Tudo bem contigo? Medina." Disse o coronel Sampaio, em tom amistoso. "- Tudo bem! Coronel". Respondi espontaneamente. "- Estou com um grupo que quer falar contigo, Medina... Podemos marcar um encontro?" "- Claro coronel. A hora que o senhor desejar".

Trinta minutos depois, estava na 24 de outubro, em Porto Alegre, reunido com um grupo de coronéis do Exército, Aeronáutica e BM, ao lado de representantes de nossa querida comunidade civil. Todos, integrantes do Movimento Verde Amarelo.

O Movimento Verde Amarelo reúme brasileiros, civis e militares, da ativa e da reserva que acreditam no desenvolvimento da democracia brasileira, sem achar brega demonstrar vivo amor à pátria e, que ser honesto e ter caráter em todas ocasiões da vida em sociedade, não está fora de moda.

Depois de uns minutos de conversa de reconhecimento mútuo e boas vindas, os lideres presentes na reunião, sob o comando do coronel Sérgio Fett Sparta de Souza, pré-candidato à deputado federal, disseram que haviam assumido o PRP (Partido Republicano Progressista) no RS e, dispararam: "- Medina, te chamamos aqui porque queremos que tu sejas nosso candidato à governador do Rio Grande do Sul, nas próximas eleições".

Honrado pelo distinto convite, passamos a conversar sobre o cenário das eleições de 2010, no RS e no Brasil. Relatei aos líderes que estava sendo estudado pelo Democratas no RS, para ser seu candidato ao Senado, na coligação com o PTB. Sugeri ainda que estudassem a possibilidade de uma coligação com o PV (Partido Verde) no RS, apoiando seu candidato à governador e indicando um candidato ao senado, pois, os Verdes, com a candidatura de Marina Silva à presidência da República, tendem a aumentar sua representatividade política no Brasil.

Acharam a idéia interessante e ficaram de analisá-la, com os demais integrantes do partido, em pré-convenção marcada para o próximo dia 14 de maio, em Porto Alegre, porém mantendo sua disposição de lançar um candidato à governador, caso esta aliança não seja possível.

REPUBLICANOS

sábado, 1 de maio de 2010

Dia do Trabalho





Associo-me ao criativo Google, em sua homenagem ao Dia do Trabalho. É uma data digna de reverências pelo seu significado histórico e valor para toda sociedade.

Digitei no Google "significado da palavra trabalho" e, olhem o que apareceu na primeira linha:

"Trabalho - A palavra trabalho tem sua origem no vocábulo latino TRIPALIUM - denominação de um instrumento de tortura romano formado por três (tri) paus (palus). Desse modo, originalmente, "trabalhar" significa ser torturado no tripalium, uma espécie de tripé formado por três estacas cravadas no chão na forma de uma pirâmide.

Daí derivou-se o verbo do latim vulgar tripaliare (ou trepaliare), que significava, inicialmente, torturar alguém no tripalium.

Quem eram os torturados? Os escravos e os pobres que não podiam pagar os impostos. Assim, quem "trabalhava", naquele tempo, eram as pessoas destituídas de posses.

A partir daí, essa idéia de trabalhar como ser torturado passou a dar entendimento não só ao fato de tortura em si, mas também, por extensão, às atividades físicas produtivas realizadas pelos trabalhadores em geral: camponeses, artesãos, agricultores, pedreiros etc. Tal sentido foi de uso comum na Antigüidade e, com esse significado, atravessou quase toda a Idade Média.

Só no século XIV começou a ter o sentido genérico que hoje lhe atribuímos, qual seja, o de "aplicação das forças e faculdades (talentos, habilidades) humanas para alcançar um determinado fim".

Com a especialização das atividades humanas, imposta pela evolução cultural (especialmente a Revolução Industrial) da humanidade, a palavra trabalho tem hoje uma série de diferentes significados, de tal modo que o verbete, no Dicionário do "Aurélio", lhe dedica vinte acepções básicas e diversas expressões idiomáticas".

(Pesquisa de Augusto Nivaldo Trinos. In Revista "Educação e Realidade". Nota: texto original modificado pelo editor deste blog, complementando o significado da palavra tripalium).

Dá o que pensar, não é?

Feliz Dia do Trabalho! Parabéns a todos os trabalhadores. Que Deus ilumine e guarde, nos abençoando a todos com saúde para o trabalho e, ao final desta longa jornada, nos conceda "sombra e água fresca" para usufruirmos de merecida e digna aposentadoria.

Fonte do texto significado da palavra trabalho

Fonte significado tripalium