terça-feira, 25 de maio de 2010

Sargento Ariel





Às vezes, ficamos tão envolvidos com as inúmeras atividades do trabalho que esquecemos de agradecer as pessoas que estão do nosso lado, diariamente, nos ajudando na realização de nossas tarefas. É o caso do sargento Ariel, meu colega no DLP (Depto de Logística e Patrimônio) da BM. Um profissional do mais alto gabarito técnico e uma pessoa de caráter robusto e moral impoluta, como diria o próprio Rui Barbosa.

Conheço o Ariel há mais de dez anos. Trabalhei com ele no 1º BPM. Eu era capitão. Ao elogiar um soldado, com entusiasmo, depois dele prender um motorista que ao ser abordado, tentara subornar o soldado com R$ 500,00 (quinhentos reais), pois, seu porta-malas estava cheio de medicamentos roubados, os soldados me disseram que a Companhia tinha um outro policial, igualmente, merecedor do maior reconhecimento profissional, por sua conduta exemplar: o então, cabo Marco Ariel Nunes Gonçalves.

Passei a observá-lo e constatei que realmente se tratava de um profissional digno do maior crédito e elogios dos colegas de farda e da comunidade. Suas histórias são realmente extraordinárias. Vou contar uma delas, passados dez anos do dia que ocorreu.

O Ariel prendeu um estudante, na porta do colégio, com os bolsos cheios de droga. Momentos depois, a mãe do aluno parava seu automóvel de luxo na frente do portão da escola, tentando libertar o filho preso. Trouxe consigo um argumento forte: "um maço de dinheiro" nas mãos. Tentou colocá-lo nas mãos do Ariel, como "passaporte" de libertação do filho preso. O Ariel, sereno, olhou sobriamente a mulher desesperada e lhe disse:

"- Senhora! Por favor, guarde o seu dinheiro. Faz muito calor e, embora eu não tenha condições de comprar uma única garrafa de água mineral para matar a minha sede que é grande, seu filho continua preso. Use este dinheiro para contratar um advogado. E, mais uma coisa, só não prendo a senhora também pelo que acabou de fazer, porque a senhora é mãe. E, mãe, nestas circunstâncias faz qualquer negócio para proteger um filho." Neste momento, a mulher desabou, num choro convulsivo, cobrindo o rosto com suas mãos.

Por este motivo, essa lucidez ímpar e, tantas outras condutas e diligências profícuas levadas a bom termo, agradeço ao sargento Ariel por seu apoio tradicional, lealdade, profissionalismo, educação exemplar, camaradagem, capacidade de julgamento e reconhecida coragem. Serve de exemplo para todos nós não só como militar, mas também como cidadão. A Brigada e a comunidade devem se orgulhar de policiais com o valor pessoal do Ariel, cuja conduta diária está acima do significado da mais alta distinção militar que ainda lhe possa ser conferida em vida.

Major Aroldo Medina

Um comentário:

  1. O Sgt ARIEL é um exemplo!
    Desde que passei a trabalhar com ele, pude observar suas virtudes tanto pessoais quanto profissioinais e logo passei a admirá-lo!
    É uma pessoa espontânea, que veste a camiseta e nunca deixa dúvidas quanto a sua lealdade e honestidade.
    Grande Abraço Ariel!
    Parabéns pelo registro Medina.

    ResponderExcluir