sexta-feira, 7 de maio de 2010

O novo Batalhão Aéreo da BM


Ouvi uma história bem interessante, nesta sexta-feira, digna de registro. O GPMA é uma unidade operacional aérea da BM. Recentemente, este grupamento brigadiano foi elevado a condição de batalhão. Esta saindo de um pequeno hangar locado da INFRAERO, no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, para ocupar no mesmo aeroporto, um hangar bem maior que pertencia ao extinto DSA (Departamento de Serviços Aéreos) do Estado do RS.

Esta semana, já sob nova direção, rolou um estress com os pilotos civis. Veteranos da aviação, verdadeiramente profissionais do mais elevado gabarito, estranharam a nova "cadência de marcha" dos veteranos militares. Fizeram cara feia, os pilotos, ao serem instados a cumprirem sua carga de trabalho contratual de 40 horas semanais. Estavam acostumados a ter mais flexibilidade na antiga administração, neste ponto. E por falar em ponto, fizeram nova cara feia, ao terem que assinar um "Livro Ponto" de "presença física" no hangar. Consta que até procuraram o sindicato da categoria para reclamar. Não pode ter sido excesso de trabalho. Acho que foi o "Livro" ponto!

E não foi só a cara dos pilotos que mudou. Uma elevada autoridade governamental usou os serviços do novo Batalhão Aéreo dos gaúchos, no segundo dia da nova administração. Chamou a atenção da autoridade, as lâmpadas que se acostumou verem queimadas, funcionando. O meio fio pintado de branco, o hangar mais limpo, o banheiro consertado com um vaso sanitário que aniversariou quebrado, também trocado e, para fechar com chave de ouro, pediu uma "água com bolinhas" e, ganhou um suco gelado que viu sair de um frigobar que nunca vira funcionando.

Eta! Brigada velha. Com tudo que passa, ainda tem tempo para arrumar a casa dos outros, ainda que a própria casa também necessite de reformas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário