terça-feira, 25 de dezembro de 2012

O nascimento de Jesus.

Desejo a todos meus amigos e amigas que frequentam esta página, um Feliz Natal, com muita saúde e paz. Longos anos de vida, com prosperidade, em harmonia consigo mesmo, com familiares e amigos. Que Deus e seu filho Jesus, nosso querido irmão possam estar sempre vivos em nossos corações, nos abençoando e protegendo.

Aroldo Medina

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Fim do Mundo!

O que o destino nos reserva nas próximas 72 horas? É difícil prever. Porém, não creio que o Mundo vá mesmo acabar de repente. É possível vivenciarmos algum desastre natural ou talvez vários, mas nenhum será maior do que os fantasmas criados pela mente do próprio homem, com capacidade de gerar o fim do mundo para o indivíduo que crê nas aparições do realismo fantástico.

Mas, por via das dúvidas, é sempre bom estar preparado. Ontem, passei na loja de Caça e Pesca do meu amigo Márcio, no Centro Comercial de Canoas onde fiz umas "comprinhas"... Hi! hi! hi! Coisas básicas: umas linhas de pesca, anzóis e, uma faca... Sim! Uma faca. Não é qualquer faca... É uma faca da IMBEL, modelo  AMZ. Sua lâmina é uma das mais duras da Terra, segundo o Márcio. Pode vir, "Fim do Mundo!" Estou preparado!


"No creo en brujas, pero que las hay, las hay..."

Aroldo Medina

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Brigas entre torcidas organizadas.

Depois de presenciar uma briga entre torcidas organizadas do Grêmio, na inauguração da Arena, ao término do jogo, conversei com colegas da BM que estavam de serviço no local, para saber mais detalhes sobre o conflito entre os torcedores.

Apurei o seguinte diagnóstico: a Geral do Grêmio é pródiga em causar confusões. Recebe um tratamento diferenciado da direção do Grêmio que lhe dá dinheiro e fornece ingressos gratuitamente, em número muito maior do que fornece para outras torcidas organizadas do clube, com menor número de torcedores, porém mais ordeiros e pacíficos.

Os "gafanhotos", como também são conhecidos os torcedores da Geral,  quando viajam em bandos para outros lugares fora de Porto Alegre, alguns de seus integrantes protagonizam condutas que afrontam as leis. Muitos de seus membros são fregueses das delegacias que frequentam conduzidos por policiais.

Sugestão: a nova diretoria eleita do Grêmio pode rever o crédito que dá a sua Geral e as torcidas com histórico semelhante. Igualmente, pode repensar a ocupação do espaço na Arena, pelas suas torcidas organizadas, sem misturá-las. Por exemplo, Geral e Máfia não podem estar juntas. Disseram-me que no Olímpico estas torcidas ficavam sempre separadas.

Aroldo Medina

Geral do Grêmio: tumulto na inauguração da Arena.

No intervalo entre o primeiro e o segundo tempo do jogo entre o Grêmio e o Hamburgo, sábado, dia 08 de dezembro, tive minha atenção despertada na Arena quando uma multidão passou a gritar em coro, dentro do estádio, uma frase que entrou nos meus ouvidos, mas achei que não havia compreendido direito. Prestei mais atenção e não tive dúvida, a maioria da torcida gremista gritava: "- Ei! Geral! Vai toma no cú".

Perscrutei o local a procura do motivo daquela manifestação. Meus olhos encontraram a Brigada entrando no espaço destinado as torcidas organizadas que brigavam entre si. Ajustei o foco da máquina fotográfica e disparei. Mas a foto não ficou muito nítida, em função da distancia que eu estava do tumulto. Estava sentado no lado oposto da Geral da nova Arena do Grêmio.

Na medida em que a Brigada Militar atuava reprimindo e dividindo os torcedores da Geral que brigavam entre si, o restante do estádio aplaudia a ação da PM. Fiquei muito surpreso com esta manifestação de apoio a Brigada. E, mais uma vez, a maioria dos torcedores gremistas no estádio, em coro, mandaram a Geral tomar "naquele lugar" de novo.

No final das contas a Brigada foi aplaudida três vezes. A grande maioria da torcida gremista deixou bem claro que não é da confusão e não aprova tumulto dentro do estádio. Manifestou-se a favor da ordem pública e da corporação que guarda pela sua segurança. A maioria da torcida gremista mostrou que não é feita de baderneiros. E, sim constituída de torcedores civilizados. É formada por famílias que na inauguração da Arena eram vistas por todo lugar. Pais acompanhados dos filhos e filhos acompanhando os pais.

Aroldo Medina

Nota 1: pesquisando na Internet uma imagem da Geral, encontrei a foto que decora a postagem e serve como uma "luva" para ilustrar o animus desta torcida que deixa bem claro seu "caráter", no conteúdo das faixas que moldam seu corpo coletivo.

Nota 2: a Geral pode colocar mais este fiasco no seu currículo de confusões. A história de inauguração da Arena não precisava desta mancha.




domingo, 9 de dezembro de 2012

Arena do Grêmio: inauguração espetacular.

Quem foi na Arena ontem, testemunhou um show magnífico, iniciado às 21 horas,  na inauguração do novo estádio do Grêmio. Sessenta mil pessoas estavam confortavelmente acomodadas na obra monumental. A energia humana no local era fantástica. O sistema de som dentro do estádio era perfeito, bem equalizado e forte, sem perturbar os tímpanos do torcedor. O jogo de luzes lembrava os efeitos especiais do Circo de Soleil.

Os torcedores estavam, visivelmente, extasiados com a obra. Pareciam flutuar na imaginação, se perguntando se tudo aquilo era real. Bem acordados, não havia dúvida de que tudo aquilo era de verdade mesmo. Muitos choravam de emoção. Um torcedor perto de mim, eufórico, ligou para a mãe e disse: "- Mãe! Isso aqui tá demais. Já chorei cinco vezes. Tu tinha que estar aqui comigo..."

A apresentação da banda do Corpo de Fuzileiros Navais da Marinha de Guerra do Brasil foi extraordinária. De muito bom gosto a escolha destes músicos de alto gabarito marcial, para executar com pompa e glória o hino nacional brasileiro e o hino riograndense. Só de escrever, um arrepio de emoção percorre minha espinha e se espalha pelo resto do corpo. Imagina lá então como nos sentíamos. Gaúchos patriotas e gremistas, com muito orgulho no coração.

É impressionante com o homem é capaz de realizar quando esta motivado por uma nobre causa. No ápice da glória na inauguração da Arena olímpica e monumental do Grêmio, senti a presença de Deus no lugar. Sim. Deus estava lá. Deus esta sempre onde os homens se reúnem em paz, para confraternizar e, basta um que o convoque em seu coração para estar presente, Ele responde iluminando nossa alma, instantaneamente, com o calor do seu amor. Ele estava lá e vestia a camiseta do planeta Terra que é lá do céu azul como o mar.

Viva o Grêmio! Viva o Rio Grande do Sul! Viva o Brasil! Viva a todos os povos da terra. Que possam confraternizar cada vez mais através do esporte que semeia a paz, sem rancor e ódio de torcidas fanáticas.

Aroldo Medina

sábado, 8 de dezembro de 2012

ARENA DO GRÊMIO INAUGURA HOJE.

Arena do Grêmio inaugura hoje, com festa digna dos cidadãos da Atenas gaúcha. Milhares de gremistas e até mesmo de colorados mais curiosos e corajosos, vão lotar o mais novo e moderno estádio de futebol da América Latina, segundo seus idealizadores e construtores.

Quatro vezes maior do que o estádio Olímpico que já deixa saudades, a nova Arena nasce com um grande espetáculo que vai gravar seu DNA, em todas as partes do globo ocular dos gremistas que estarão lá para testemunhar a façanha.

Mas o órgão que mais será exigido dos gremistas no dia de hoje, não serão somente seus olhos que vão verter lágrimas como água no rio Amazonas (gaúcho é exagerado nas metáforas), ou mesmo as cordas vocais que ficarão roucas, mas o coração do torcedor que irá bater no ritmo da quinta sintonia  de Beethoven.

Aroldo Medina

Arena do Grêmio: mapa do entorno. 

Veja como chegar e ingressar no estádio.

Dicas de mobilidade e segurança:

- Os transportes coletivos devem dar maior agilidade ao torcedor para chegar e sair do estádio. Creio que o TRENSURB é a melhor opção;

- Ir de táxi é também uma opção segura e prática, especialmente se você esta pensando em se "gelar com umas loiras" ou a "marvada da caipira";

- Se você for de carro prefira estacionar nos locais credenciados pela EPTC;

- Ao manusear objetos de valor, seja discreto.

- Se algum flanelinha for inconveniente, não hesite, chame a Brigada!

A Brigada estará presente com 600 policiais para guardar pela sua segurança e lhe assistir em casos de emergência.


Boa sorte e bom espetáculo!

E, parabéns Grêmio! Vida longa com saúde e paz a toda sua equipe de dirigentes, atletas e torcedores. O feito é digno de uma estrela, na bandeira do Rio Grande do Sul (gaúcho, exagerado como sempre).

E, por derradeiro, não pode faltar também um grande abraço aos colorados!!!

O que seria do Grêmio sem o Internacional?




terça-feira, 13 de novembro de 2012

O segundo mandato de Jairo Jorge.

Participei, nesta terça, de seminário organizado pela administração do prefeito Jairo Jorge, em Canoas. O encontro ocorreu no auditório Santiago Dantas, da Faculdade Ritter dos Reis, em Canoas.

Sai impressionado com a desenvoltura política de Jairo Jorge. O prefeito, reeleito com 71,27% de votos válidos, falou sobre as 50 metas que estabeleceu em campanha, agora transformadas em compromisso.

Determinado em cumpri-las uma a uma, foi enfático em dizer a todo seu secretariado presente no seminário, ao lado de presidentes e representantes dos 17 partidos que constituíram sua coligação, que não vai admitir "corpo mole" no cumprimento dos 50 compromissos.

Seguiu-se uma apresentação computadorizada, detalhada sobre cada um dos compromissos assumidos, divididos em quatro áreas temáticas: cidadania, desenvolvimento, infraestrutura e gestão.

Jairo Jorge, catedrático e meticuloso, determinou a integração das 50 metas estabelecidas com seu programa de governo, uma inovação sobre a qual discorreu com desenvoltura, Gustavo Grisa.

Em 28 anos de serviço público, o discurso final do prefeito Jairo Jorge sobre os desafios do seu 2º mandato foi a melhor apresentação sobre administração pública que assisti em minha vida. Lamentei não ter levado um gravador digital ou mesmo ter atinado, em tempo, gravar no celular, a aula do prefeito, pois, gostaria de ouvi-la repetidas vezes pela inteligência do seu conteúdo: nota 10!

Aroldo Medina

As 50 metas da gestão Jairo Jorge 2013/2016.

Fotos: Ireno Jardim - Prefeitura de Canoas.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Projeto FX2: Gripen NG - F/A 18 - Rafale - O custo: "curto e grosso".

Custo operacional dos caças que aspiram ser integrados à Força Aérea Brasileira.

 GRIPEN NG: hora voo $ 5.000,00 
(cinco mil dólares).
 F- 18 Super Hornet: hora voo = $ 11.000 
(onze mil dólares).




RAFALE: hora voo = $ 16.000 
(dezesseis mil dólares).


O custo de manutenção é proporcional!

E na hora de "bater o martelo" é bom saber que outro país já comprou qualquer um destes aviões para equipar sua Força Aérea.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Ake Albertsson e Bengt Janér

Excelentes anfitriões, ao lado da diretoria da FIERGS (Federação das Indústrias do Estado do RS), Ake Albertsson, presidente da SAAB Brasil e, Bengt Janér, diretor da SAAB, no seminário de integração Brasil - Suécia, vieram acompanhados de diretoria técnica e do embaixador da Suécia no Brasil, Magnus Robach.

A comitiva sueca era integrada por Bruno Rondani, presidente do Centro de Pesquisa e Inovação Sueco Brasileiro, com sede em São Bernardo do Campo (SP). O CISB é uma grande porta de entrada das empresas brasileiras interessadas em estabelecer parceria com a SAAB.

A diretoria da SAAB também anunciou que a ministra da defesa da Suécia, virá ao Brasil, em breve, para estreitar os laços com o governo brasileiro e, ratificar disposição de transferência total de tecnologia na fabricação do Gripen pela indústria brasileira, numa parceria boa para os dois países.

A Suécia tem qualificação técnica de sobra e história sólida na fabricação de seus aviões de caça, porém, esta em desvantagem política nesta negociação, quando estabelecemos um paralelo de relacionamento que mais adiantado do Brasil com França e com os Estados Unidos.

Os suecos interessados na venda dos seus aviões ao Brasil devem agir rápido, traçando uma meta de maior inserção local, sendo assíduos junto à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Seu corpo diplomático, deve intensificar a programação de uma agenda política, trazendo ao Brasil, além da sua ministra da defesa, seu primeiro ministro para visitar a presidente Dilma e o ministro da Defesa, Celso Amorim.

Aroldo Medina

Foto: Eduardo Leal / FIERGS

Leia mais sobre a venda dos caças em PODER AÉREO.

Digno de nota: a Suécia propôs ainda ao Brasil financiar 100% do dinheiro necessário para aquisição dos aviões, com juros baixos e possibilidade de pagamento de longo prazo.

SAAB e Gripen NG no RS.

Concorrência internacional - Projeto FX2: fornecimento de 36 caças à Força Aérea Brasileira. Valor do investimento: 6 bilhões de dólares.

A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, através do seu Comitê Gaúcho da Indústria de Defesa e Segurança organizou o seminário "Oportunidades de Negócios entre Brasil e Suécia", com participação da empresa SAAB GROUP, que busca oportunidades de parcerias no Brasil para a fabricação dos seus produtos. 

O evento foi na sede da FIERGS, em Porto Alegre, hoje de manhã. Convidado, compareci na reunião dos gaúchos com os empresários suecos, acompanhados do embaixador da Suécia no Brasil, Magnus Robach.

A SAAB é fabricante do Gripen NG, aeronave de combate cotada para ser adquirida pela Força Aérea Brasileira, num processo que iniciou há quase dez anos. Três consórcios internacionais disputam o projeto de compra de uma nova geração de caças para atualizar nosso poder aéreo militar. Junto com o Gripen estão também no certame o F/A-18 da Boeing e o Rafale da Dassault.

A comitiva sueca da SAAB estava coesa e focada em demonstrar as vantagens de uma parceria com empresas brasileiras, com total segurança na transferência de tecnologia e conhecimento aos empresários gaúchos, interessados em fabricar componentes do avião Gripen. Ficou muito clara sua disposição de montar uma fábrica do avião no Brasil. 

Neste aspecto, penso que nosso governo estadual, poderia aproveitar esta oportunidade e "largar na frente", oferecer o terreno e isenção total de impostos para esta fábrica ser no Rio Grande do Sul. Afinal já fabricamos automóveis de qualidade. Bem que poderíamos fabricar aviões de caça. O terreno existe em Guaíba, tanto para a SAAB como para a EMBRAER.

Vou mais longe ainda, senti os suecos bem comprometidos em fazer uma parceria de longo prazo com a gente. Pesquisando na Internet, li que os chineses tentaram comprar ações da SAAB. O negócio foi barrado pela General Motors. Na era espacial que nos encontramos, temos grupos econômicos fortes no Brasil que poderiam pensar em investir na SAAB como pensaram os chineses.

E para quem pode achar que estou indo longe demais nas proposições, lembrem que muitos dos avanços que temos hoje, incorporados no nosso dia a dia, vieram de pesquisas espaciais, como o próprio aparelho de telefonia celular que atualmente, não dispensamos mais, nem quando vamos ao banheiro.

Aroldo Medina

Foto: Eduardo Leal / FIERGS


Eleições nos Estados Unidos.

Barack Obama tem milhares de simpatizantes no Brasil. Atribuo ao carisma pessoal e ao caráter do presidente norte-americano sua popularidade por aqui. É visto como um homem do bem e da paz. Sua reputação esta associada também a ética.

Os EUA são muito bem representados pelo seu atual presidente e sua família. Michele fortalece Obama. Percebe-se nela, igualmente, um caráter digno de uma pessoa com educação de berço. As filhas do casal levam a marca dos pais. Espelham uma nação forte pela educação e disciplina.

Eu e minha filha Natália estamos entre os brasileiros que no dia de hoje fazem torcida pela releição do presidente Barack Obama. Sabemos que pesa sobre os ombros do presidente, muito trabalho para corresponder as necessidades do povo americano que almeja, tanto quanto o povo daqui, mais e melhores oportunidades de emprego, ao lado de planos de saúde com maior abrangência e qualidade. Não duvidamos que Obama dará o melhor de si para corresponder o que todos nós esperamos dele, aqui e lá.

Boa sorte presidente! Deus esteja com o senhor e com o povo americano nesta hora de decisão, iluminando  a consciência e inspirando o coração de seus eleitores.

Aroldo e Natália Medina

terça-feira, 30 de outubro de 2012

A corrente de amigos da irmã Isaura.



Registro: esta é a postagem de número 500 de nosso blog.

O telefone tocou em minha casa, no inicio da noite de hoje. Atendi e do outro lado da linha, em Brasília (DF), meu interlocutor se identificou: "- Major Aroldo Medina?" "- Sim!" "- Aqui é o Renato. Renato Alvarenga da Silva. Trabalho na Livraria da Editora da UnB (Universidade de Brasília), aqui no aeroporto de Brasília. Tudo bem com o senhor?" "- Tudo bem!" "A irmã Isaura falou muito bem de todos ai. Ela esta aqui do meu lado e pediu para eu ligar. Ela quer falar com o senhor. Vou fazer a intermediação da conversa. O senhor escuta o que ela vai dizer. Ela fala, passa o telefone para mim, eu escuto o que o senhor vai responder e depois eu digo para ela, o que o senhor falou. Tudo bem?" "- Claro!"

Inconfundível, ouvi a voz firme da irmã Isaura. Ligou para agradecer a todos nós gaúchos e gaúchas que estiveram com ela no aeroporto Salgado Filho.

"- Boa noite Aroldo! Apesar de não poder ouvi-lo, posso sentir tua presença. Quero agradecer a ti, a Natália, a Bruna do jornal Zero Hora e um câmera da RBS TV que foram muito queridos e todos que conversaram comigo em Porto Alegre. Sou muito grata a vocês, especialmente, ao Corpo de Bombeiros. Dá um abraço em todos, por mim. Sinto uma imensa alegria ao lembrar dos meus novos amigos e amigas do RS. Depois da reportagem, recebi algumas ofertas de coração de amigos de Jesus, ai no Sul. Deu para comprar seis passagens aéreas. Em novembro próximo, vou estar em Manaus (AM), em dezembro, em Maceió (AL) e,  janeiro de 2013, vou estar em Londrina (PR)... Amém! Aleluia!". Concluiu a "passageira da fé", como lhe batizou o jornal Zero Hora.

Ainda antes de concluir, elogiou a postura da INFRAERO no Aeroporto Salgado Filho quando a reportagem da RBS TV entrevistou representante do órgão, sobre a presença e pregação da missionária nos aeroportos brasileiros. O porta voz da INFRAERO falou: "... que a situação não era normal, mas também não era ilegal"; uma vez que Isaura Lopes era uma passageira regular do sistema de transporte aéreo, no Brasil.

Irmã Isaura empregou 100% da caridade dos porto alegrenses na compra de passagens aéreas. Ficou muito feliz com isso, porque como ela própria disse: "esta trabalhando na salvação de almas, ligando-as à Jesus".

Aproveitei o contato e falei para o Renato sobre o recadastramento da irmã Isaura junto ao INSS, para não ter o seu benefício cortado. Prontamente se dispôs levar a irmã, amanhã, onde recebe o benefício e responder presente, no Censo da Previdência.

Por fim, o Renato falou que imprimiu todas as postagens que fiz aqui no blog sobre a missão da irmã Isaura entre nós e passou para ela que ficou mais feliz ainda, louvando a Deus e pedindo bençãos aos gaúchos.

Aroldo Medina

Nota 1 (do editor do blog): irmã Isaura nunca pede nada a ninguém, especialmente, dinheiro. Aceita a oferta de algumas pessoas quando percebe que são pessoas comprometidas com a obra de Jesus. Se notar que a pessoa está querendo lhe dar dinheiro para se "sentir melhor" com o "Mundo Espiritual", porque fez alguma coisa errada e quer acertar as contas com a própria consciência ou mesmo se esta querendo lhe dar dinheiro para se exibir para alguém, pode "tirar o cavalo da chuva", irmã Isaura vai recusar qualquer tipo de ajuda fake. Toda caridade autêntica deve ser 100% com amor ao próximo, no coração.


Nota 2: um voto de louvor para os funcionários da loja da Livraria Editora da Universidade de Brasília (DF), no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, que apoiam o trabalho da irmã Isaura.

Soube que a loja da livraria da UnB esta fechando hoje, no aeroporto de Brasília, infelizmente.

Livraria UnB - Loja virtual.


Em 2005, quando trabalhava na Defesa Civil do RS, pedi socorro a UnB, durante investigação dos tremores de terra que estavam ocorrendo em Nova Prata (RS). Responderam prontamente, nos enviando seus cientistas, professores Jesus Berrocal e Luiz Galhardo que trouxeram na bagagem, uma estação sismográfica. 10! Para Universidade de Brasília. Grandes parceiros do RS.


segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Isaura Lopes e o seu benefício do INSS.

Recebi e-mail do nobre internauta Oséias Silveira, técnico mecânico da CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica) do RS, alertando que leu em um edital do INSS que a missionária Isaura Lima Lopes (070.120.186-0) terá seu benefício suspenso, por não ter feito ainda o seu recadastramento.

O Oséias anexou na sua mensagem, cópia do edital. Conferi e constatei que o documento diz: o benefício da irmã Isaura vai ser suspenso mesmo. Como sabemos que ela, raramente, vai em casa, dificilmente viu a correspondência convidando ela a responder o Censo Previdenciário.

Portanto, faço coro ao apelo do Oséias, se alguém tiver contato com a dona Isaura em Brasília (DF), antes dela ir para Manaus, como está previsto, faça a gentileza de levá-la na agência onde recebe o benefício de um salário mínimo do INSS, para responder o censo, atualizar seus documentos no banco e não ter o seu pagamento suspenso.

Fico na torcida para que dê tudo certo e quem avisar a dona Isaura, peço a gentileza de nos manter atualizados. Fraterno abraço a todos, especialmente ao Oséias, por sua iniciativa, um autêntico amigo de Jesus, lembrando as palavras da dona Isaura.

Aroldo Medina

sábado, 27 de outubro de 2012

O sexto sentido de irmã Isaura.

Quando fui me despedir da irmã Isaura Lima Lopes no aeroporto Salgado Filho, na quinta-feira passada, dia 25, levei um álbum para ela. O álbum continha 15 fotografias que correspondiam a visita que lhe fiz na quarta, dia 24, com minha filha e o soldado Rodrigo. Na ocasião entregamos a missionária, um diploma de reconhecimento do Corpo de Bombeiros da Brigada Militar, por identificarmos na irmã Isaura uma conduta digna do nosso maior respeito e consideração pelo seu trabalho de evangelização nos aeroportos do Brasil.

O álbum de fotos ficou bem legal. Um documento que gravou no tempo e no espaço um momento de grande sintonia entre pessoas que comungam da mesma fé e ideais de servir ao próximo. Irmã Isaura tem muito da vocação dos anjos da guarda que enfrentam o fogo para salvar vidas.

Em casa, não levei mais do que 30 minutos para organizar e colar as fotos no álbum. Enquanto finalizava o trabalho lembrei que a irmã Isaura havia me mostrado o recorte de Zero Hora sobre seu trabalho no Salgado Filho. As folhas de jornal estavas bem dobradas. E, no dobra e desdobra, certamente, iriam rasgar logo e a memória da reportagem se desintegraria nas mãos de Isaura. Resolvi então plastificar as duas folhas inteiras da reportagem do dia 23/10 e dá-las a missionária. Comprei o plástico adesivo, em rolo e, pus mão a obra.

Alguém já experimentou plastificar uma folha de jornal tablóide, com plástico adesivo transparente? Tente então é stress na certa. Gastei uns cinco exemplares Zero Hora que nossa secretária doméstica foi catando na vizinhança, na medida em que eu pedia a ela para buscar mais um exemplar e mais um, pois não conseguia me acertar com a combinação: folha de jornal + papel adesivo. A colagem perfeita, sem "bolhas de ar" ou sem formar "rugas" é um desafio. Meu nervosismo ficou visível. Lá pelas tantas depois de, no mínimo duas horas tentando, o trabalho ficou razoável. Fiz um rolinho, peguei o álbum e me toquei para o aeroporto.


Lá chegando, primeiro alcancei o álbum que foi bem curtido pela "velhinha mais feliz do planeta Terra", como Isaura se definiu na reportagem de ZH, depois de ser entrevistada. Lendo numa das fotos, a dedicatória que fizemos para ela, eu e a Natália, lágrimas de alegria nasceram em seus olhos e, nos meus ao observá-la.

Depois do álbum, foi a vez de lhe alcançar as famosas páginas de ZH plastificadas. Recebeu-as com alegria e no mesmo instante em que pegou as folhas na mão, disse em tom maternal: "- O senhor teve muito trabalho para organizar esta lembrança. Ficou exaurido. Até nervoso. Precisa ir descansar agora. Fez um bom trabalho". Como podia saber o que eu antes sentira? Admirado e surpreso pousei meu olhar no semblante sereno da missionária e concluí: o sexto sentido de irmã Isaura capta tudo que levamos para ela, além das fronteiras da matéria.

Aroldo Medina.



sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Perda de celular. Celular perdido no aeroporto.

No "corre corre do dia dia" perdi o aparelho telefônico do meu celular ontem. Foi a primeira vez que isso aconteceu comigo.

Só me dei conta da perda, uma hora depois de extraviar o aparelho. A primeira coisa que pensei é que tinham me roubado o telefone.

Fui no último local onde estive e não o encontrei. Ai fiquei pensando de onde eu iria ligar para o aparelho. Não demorou e o atendente da loja onde perguntei se tinha deixado lá o meu telefone, apareceu na janela da camioneta onde eu estava e me ofereceu o seu telefone para eu ligar. Aceitei a gentileza. Meu telefone chamou até cair a ligação. Peguei um papel, tomei nota do telefone da minha filha e alcancei para o atendente, pedindo que se alguém ligasse para o seu telefone, ele fornecesse o telefone da Natália, informando a situação. Nos despedimos.

Liguei a camioneta para sair e vem o moço da loja, ligeiro, já me alcançando o seu telefone e dizendo que meu número estava chamando. Atendi falando que eu era o dono do celular. No outro lado da linha uma moça disse que havia encontrado meu telefone no aeroporto Salgado Filho e que o deixaria no Setor de Informações. Desligou sem que eu pudesse agradecer seu gesto.

Cheguei no aeroporto uma hora depois de receber a ligação da moça. Era horário de pique: 18 horas. Fui no balcão de informações da INFRAERO. Informei a situação. Procuraram e encontraram meu celular. Preencheram uma ficha de protocolo de devolução do aparelho com meus dados pessoais. Assinei o recebimento e recebi meu aparelho de volta. 10! Bem organizados na devolução.

Como recebi meu aparelho desligado, questionei o procedimento. A reposta da atendente foi que todos os aparelhos celulares perdidos no aeroporto que são entregues no seu setor são, instantaneamente, desligados.  Perguntei então, como o proprietário do aparelho telefônico perdido e entregue no seu setor, ia saber que seu aparelho estava ali, se ele era desligado? A resposta da atendente: "- Não estamos aqui para atender telefone celular perdido. São pelo menos três aparelhos entregues aqui, todos os dias". E, acrescentou que iriam ficar "loucas" só atendendo os telefones perdidos.

Tive sorte em saber onde meu celular estava porque alguém fez a gentileza de ligar para o telefone que usei para tentar saber onde estava meu aparelho, antes de entregá-lo na INFRAERO. E os outros que não tiveram esta sorte?

Minha sugestão é que a INFRAERO repense esta conduta (desligar o telefone) e faça uma gentileza as pessoas que usam os aeroportos, mantendo-os ligados, no mínimo, por um período razoável que o proprietário do telefone possa localizá-lo ou então o pessoal da INFRAERO faça a gentileza de uma ligação para o telefone da última chamada recebida que ficou gravada na memória do aparelho, perguntando se conhece a pessoa que fez a chamada e se pode avisá-la onde esta o telefone perdido. Será pedir demais?

Aroldo Medina.

Algumas dicas em caso de perda de telefone celular

Recursos tecnológicos perda ou roubo de celular

Alguns bilhetes deixados por visitantes de dona Isaura no aeroporto Salgado Filho.


Isaura Lopes recebeu muitas visitas e bilhetes no aeroporto Salgado Filho, depois da veiculação das reportagens de Zero Hora e RBS TV.

Selecionei alguns bilhetes que recebeu e pedi para ilustrar esta postagem. Num destes bilhetes uma senhora pede um número de conta para dona Isaura, a fim de fazer uma oferta. Motivado por este bilhete, prontifiquei-me em acompanhá-la até a agência do Correio no Aeroporto e abrir uma conta no Banco Postal. Dona Isaura disse que iria pensar no assunto.

Passado um dia, fui no aeroporto para me despedir dela e voltar ao assunto da abertura da conta. Antes que eu abordasse o tema, dona Isaura tomou a iniciativa: "- Orei muito esta noite e pedi a Deus uma inspiração sobre a abertura desta conta que o senhor falou ontem. Não tive resposta. Então creio que não devo abrí-la". E encerrou o assunto.

Quando fui visitá-la dia 24 de outubro, separei um dinheiro, em espécie para dar a ela. Dois outros colegas de farda também enviaram uma ajuda de custo destinada a suas despesas de alimentação. Botei o dinheiro num envelope e ao me despedir, coloquei o envelope no bolso da camisa da missionária. Fui rápido na despedida e me afastei sem lhe dar chance de dizer nada sobre minha atitude.

No encontro da despedida ela não hesitou e entrou direto no assunto: "- Sua oferta ontem foi generosa. Completou o dinheiro que faltava para comprar minha passagem de Brasília para Manaus. Aceitei porque o senhor deu de bom coração e também porque sinto que o senhor é de Jesus. Jesus manda pessoas a mim que são Dele". Fez uma pausa e citou a repórter Bruna da RBS como uma pessoa iluminada espiritualmente. Disse que gostaria de revê-la. "- Ela tem muita luz. Jesus também esta com ela".

Dona Isaura prosseguiu no tema das ofertas: "- Hoje veio um casal muito bonito aqui para me ver. Os filhos vieram juntos. Se via que eram pessoas de posse. Quiseram me dar dinheiro. Mas não pude aceitar porque não me senti a vontade com eles".  A caridade deve ser espontânea. A caridade não pode ser uma espécie de acerto de contas com Deus porque sentimos que fizemos uma coisa errada ou deixamos de fazer uma coisa certa e queremos compensar nossa consciência com uma doação forçada.

Eu presenciei no primeiro dia, enquanto aguardava para conversar com dona Isaura, ela recusar ajuda financeira de uma senhora que abriu a carteira e disse que queria lhe dar um presente de Natal. Isaura agradeceu o gesto e disse que não queria presentes, pois, não estava ali para isso. Aceitou um caderno e canetas.

Aroldo Medina

Alguns bilhetes:


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Curiosidades sobre dona Isaura.


Isaura fez o ginásio no Educandário Nordestino Adventista, na cidade de Belém de Maria (PE). Gostava de ir na aula. Lembrou de ter ouvido falar que seu antigo colégio teria sofrido grandes estragos causados por uma tempestade. Sua escola ficava muito próxima de um morro.

Antes de despertar sua vocação como missionária, Isaura Lima Lopes trabalhava no comércio, em Pernambuco. Era funcionária da Casa Vantuil, em Recife. A casa comercializava produtos destinados a área odontológica. Muitos dentistas eram clientes do estabelecimento.

Um dia Isaura ouviu um chamado em seu coração. Sentiu que Jesus havia se manifestado e tomou a decisão de desapegar-se das coisas terrenas e se dedicar, com exclusividade, ao estudo e a divulgação, com independência, da palavra de Cristo.

Na conversa que tive com ela no Aeroporto Salgado Filho perguntei qual o Estado do Brasil lhe recebeu melhor? Refletiu por um instante e respondeu: "- Em todos os Estados onde estive fui bem recebida. Em todos sempre encontrei amigos de Jesus".

Aroldo Medina

Isaura evangeliza nos aeroportos.

Isaura Lima Lopes nasceu no Estado de Pernambuco, em 05 de novembro de 1937. É filha de João Luiz Lopes e Arcelina Lima Lopes. O casal teve mais três filhas mulheres e um homem.

Conheci dona Isaura este ano. A primeira vez que vi ela foi num voo para Brasília, depois de embarcar num avião em São Paulo, no mês de março. Na ocasião, sua indumentária me chamou atenção. Não tive oportunidade de conversar com ela, nesta viagem.

Quiz o destino que eu a encontra-se de novo, no aeroporto de Brasília, uma semana depois de termos sido passageiros no mesmo voo. Conversei com ela. Cativou-me com seu carisma e simplicidade. Quiz fazer uma postagem sobre esta conversa. Até pensei ter feito, mas só descobri que não tinha feito, ao pesquisar ela aqui e não encontrar a postagem, depois de ler reportagem de Zero Hora e vê-la no Jornal do Almoço, da RBS TV, dia 23/10/2012.

No Salgado Filho, conversamos, por duas horas, sobre sua missão de evangelizar nos aeroportos brasileiros. É um trabalho que exige muita renúncia, doação e desprendimento pessoal. Isaura é abnegada e determinada. Não vê as dificuldades no seu caminho. Não são poucas.

Depois de 17 dias vivendo nas dependências dos saguões de passageiros do Salgado Filho, 24 horas, passou a ser melhor percebida pelas pessoas, após a publicação das reportagens de ZH e RBS TV, veículos de comunicação de expressão nacional. Foto: Jean Schwarz (Agência RBS).

Em Brasília, dona Isaura já tinha me dito, depois de insistir que me apontasse um dos desafios que mais lhe exigia disciplina nos aeroportos das capitais, falou que era sua "invisibilidade". As pessoas passando por ela, sem a "enxergarem". A reportagem de Zero Hora mudou esta condição. Passou a ser vista no Salgado Filho.

Aroldo Medina

Isaura no G1 da Globo RS

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

O diploma concedido à Isaura Lopes.


Isaura Lima Lopes: a missionária cristã dos aeroportos do Brasil.


A brasileira Isaura Lima Lopes, missionária cristã, 79 anos, solteira, percorre os aeroportos do Brasil, exclusivamente, há quase 20 anos, evangelizando.

A pernambucana foi pauta de grande reportagem do jornal Zero Hora, edição do dia 23 de outubro de 2012, por fazer dos aeroportos brasileiros, seu local de moradia temporária e de pregação da palavra de Jesus Cristo.

A reportagem de ZH motivou o Comando do Corpo de Bombeiros da Brigada Militar do Estado do Rio Grande do Sul a prestar uma homenagem a missionária no dia de hoje, a partir das 17:00 horas, no 3º andar do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre.

Isaura recebeu um Diploma de Reconhecimento do Corpo de Bombeiros, por seu trabalho abnegado, dedicado a SALVAR VIDAS, como crê a missionária que encanta todos com sua fé e sabedoria espiritual, sem fanatismo religioso.

Tivemos uma conversa de duas horas com a "velhinha mais feliz do Planeta Terra", como ela própria se define, ao falar do seu trabalho de divulgação da palavra de Jesus Cristo, seu mentor espiritual.

Ao receber o diploma que leu emocionada sentenciou: "- Eu sou uma profunda admiradora do Corpo de Bombeiros porque o trabalho de vocês é socorrer. Glórias a Cristo pelos bombeiros que Ele criou". Em seguida Isaura fez uma oração, de conteúdo muito inteligente, enaltecendo o trabalho do Corpo de Bombeiros.

A partir de hoje, farei algumas postagens sobre esta conversa que tive hoje, com dona Isaura.

A aposentada do INSS que recebe menos de um salário mínimo por mês, desapegada de questões materiais, sobrevive com a caridade de "amigos de Jesus" que encontra nos aeroportos, verte conhecimento digno do maior respeito e consideração.

Major Aroldo Medina
Chefe de Recursos Humanos do
2º Comando Regional de Bombeiros da BM.

TV: irmã Isaura no G1.

A reportagem de Zero Hora:

terça-feira, 23 de outubro de 2012

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Último debate entre Obama e Romney.


Ocorre hoje, às 23 horas, na Universidade Lynn, em Boca Raton, Flórida, o último debate entre os candidatos a presidência dos Estados Unidos Barack Obama e Mitt Romney.

Os presidenciáveis chegam a universidade, tecnicamente empatados na preferência do povo americano, ambos na faixa de 47% das intenções de voto. O moderador do debate será Bob Schieffer da CBS e o tema central do confronto de idéias, política externa. A Globo News fará transmissão do debate.

Meu voto de simpatia e empatia internacional é de Barack Obama. Gosto do atual presidente americano pela sua postura de estadista, equilíbrio emocional, experiência e, naturalmente, seu carisma e liderança firme, sem perder sua aura de homem simples.

O povo americano foi sábio em escolher para representá-lo, um homem da grandeza moral e espiritual de Obama, um menino de infância humilde, para suceder o belicoso George W. Busch, em meio a uma crise financeira que abalou o mundo todo, em 2008.

Barack Obama, prêmio Nobel da Paz, em 2009, é o 44º presidente dos Estados Unidos. E creio, ai reside um grande diferencial de Obama: impõe-se pelas suas idéias e caráter, não pelo seu poder militar. O povo americano será sábio e grande, em reconduzir Obama para um novo mandato, fortalecendo a democracia mundial.

Deus nos ilumine e guarde!

Aroldo Medina


A foto ao lado, editada por Diane Souza, capta um sentimento de singular integração entre os líderes de duas grandes nações.




Digno ainda assinalar que Obama deixou excelente impressão no Brasil quando nos visitou, em 19 de março de 2011, acompanhado de sua família, esposa e filhas.