quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Isaura evangeliza nos aeroportos.

Isaura Lima Lopes nasceu no Estado de Pernambuco, em 05 de novembro de 1937. É filha de João Luiz Lopes e Arcelina Lima Lopes. O casal teve mais três filhas mulheres e um homem.

Conheci dona Isaura este ano. A primeira vez que vi ela foi num voo para Brasília, depois de embarcar num avião em São Paulo, no mês de março. Na ocasião, sua indumentária me chamou atenção. Não tive oportunidade de conversar com ela, nesta viagem.

Quiz o destino que eu a encontra-se de novo, no aeroporto de Brasília, uma semana depois de termos sido passageiros no mesmo voo. Conversei com ela. Cativou-me com seu carisma e simplicidade. Quiz fazer uma postagem sobre esta conversa. Até pensei ter feito, mas só descobri que não tinha feito, ao pesquisar ela aqui e não encontrar a postagem, depois de ler reportagem de Zero Hora e vê-la no Jornal do Almoço, da RBS TV, dia 23/10/2012.

No Salgado Filho, conversamos, por duas horas, sobre sua missão de evangelizar nos aeroportos brasileiros. É um trabalho que exige muita renúncia, doação e desprendimento pessoal. Isaura é abnegada e determinada. Não vê as dificuldades no seu caminho. Não são poucas.

Depois de 17 dias vivendo nas dependências dos saguões de passageiros do Salgado Filho, 24 horas, passou a ser melhor percebida pelas pessoas, após a publicação das reportagens de ZH e RBS TV, veículos de comunicação de expressão nacional. Foto: Jean Schwarz (Agência RBS).

Em Brasília, dona Isaura já tinha me dito, depois de insistir que me apontasse um dos desafios que mais lhe exigia disciplina nos aeroportos das capitais, falou que era sua "invisibilidade". As pessoas passando por ela, sem a "enxergarem". A reportagem de Zero Hora mudou esta condição. Passou a ser vista no Salgado Filho.

Aroldo Medina

Isaura no G1 da Globo RS

Nenhum comentário:

Postar um comentário