quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Construtora Sistemax Ltda.





Levantamento fotográfico da Sistemax, em Montenegro (RS), realizado em 10 de junho de 2010, após tomar conhecimento que esta empresa ganhou uma licitação estadual.

O endereço que consta no cartão do CNPJ desta empresa é rua Ramiro Barcelos, nº 1318, Centro de Montenegro. Neste endereço encontra-se estabelecido o SINDILOJAS da cidade. Nele não encontrei a Sistemax e as funcionárias do SINDILOJAS que me atenderam disseram que esta empresa não estava estabelecida naquele local.

Compareci então no endereço informado no contrato social da Sistemax, rua Capitão Porfírio, nº 2193, Centro de Montenegro. Lá encontrei uma casa desocupada, com mato alto no terreno. Apurei que este imóvel pertence à FUNDARTE (Fundação Municipal de Artes de Montenegro).

Não encontrando corpo físico da empresa, nem tão pouco nenhum dos seus representantes, associado ao fato de não ter no processo de licitação vencido, alvará da SISTEMAX e, observando que a empresa era uma revenda de carros antes de alterar seu contrato social e se habilitar, em menos de um ano, contrariando dispositivos da Lei 8.666, para a realização de uma obra de complexidade na área de rede lógica e de telefonia associada a nova rede elétrica e, por fim, observando que empresas que compareceram no DLP vizando realizar orçamento para executar a obra, mesmo instruindo o processo com seus orçamentos, não foram convidadas pela CELIC (Central de Licitações) do RS para participar desta licitação, como comprovam os autos do processo, concluí que se tratava de uma empresa fantasma.

Aroldo Medina.

Empresa Fantasma e o debate na RBS.





Durante o debate na RBS, questionei a candidata Yeda Crusius sobre sua posição quanto a empresas que ganham licitações no Estado, processo gerenciado pela CELIC (Central de Licitações) do RS não apresentarem ALVARÁ, na instrução do processo.

Na sequência afirmei que a falta desta exigência abria margem para que empresas fantasmas ingressassem no certame e fossem declaradas vencedoras. No debate da Rede Pampa, abordando o mesmo tema, sugeri a governadora determinar a abertura de auditoria na CELIC para apurar possíveis irregularidades. Esta proposta foi ignorada.

No debate da RBS, a candidata optou por tentar desqualificar minha pergunta e desafiou-me a apresentar provas. Reagi convocando uma coletiva de imprensa, na frente do Palácio Piratini, hoje, às sete horas da manhã, onde apresentei documentação que comprovam minhas afirmações.

A documentação apresentada à imprensa, levei-a ao conhecimento do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, de acordo com protocolo postado neste espaço.

Aroldo Medina.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Debate na RBS TV





O último debate entre os candidatos a governador do Estado do RS, ocorreu nos estúdios da RBS TV, no final desta noite e reuniu sete candidatos; Aroldo Medina (PRP), Carlos Schneider (PMN), José Fogaça (PMDB), Pedro Ruas (PSOL), Tarso Genro (PT), Montserrat Martins (PV) e Yeda Crusius (PSDB). O debate foi mediado pelo jornalista Lasier Martins.

Cobertura RBS

Jornal Zero Hora

Fotos: Marco Ariel.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Tabela de recursos estaduais recolhidos a União.


Durante o debate na AGERT fui questionado por uma rádio do interior sobre meu posicionamento quanto ao Fundo de Participação dos Municípios. Respondi que era favorável a Reforma Tributária, com maior destinação de recursos aos municípios, numa divisão menos desigual entre União x Estado x Município.

Assumi compromisso de republicar aqui, exemplo de discrepâncias na divisão do bolo tributário, lembrando a existência do estudo que segue, com melhor visualização de tabela, no link postado.

Brasil, tributação 2009. Quanto cada Estado Brasileiro arrecada para a União; quanto recebe de volta e a diferença entre o dinheiro arrecadado e o recebido. Valores expressos em reais (R$).

Legenda: A - Arrecadação; R - Recebe de volta; D - Diferença.

(01) Acre: A - 244.750.128,94; R - 2.656.845.240,92; D - 2.412.095.111,98;

(02) Alagoas: A - 937.683.021,32; R - 5.034.000.986,56; D - 4.096.317.965,24;

(03) Amazonas: A - 6.283.046.181,11; R - 3.918.321.477,20; D - 2.364.724.703,91;

(04) Amapá: A - 225.847.873,82; R - 2.061.977.040,18; D - 1.836.129.166,36;

(05) Bahia: A - 9.830.083.697,06; R - 17.275.802.516,78; D - 7.445.718.819,72;

(06) Ceará: A - 4.845.815.126,84; R - 10.819.258.581,80; D - 5.973.443.454,96;

(07) Espírito Santo: A - 8.054.204.123,90; R - 3.639.995.935,80; D - 4.414.208.188,10;

(08) Goiás: A - 5.397.629.534,72; R - 5.574.250.551,47; D - 176.621.016,75;

(09) Maranhão: A - 1.886.861.994,84; R - 9.831.790.540,24; D - 7.944.928.545,40;

(10) Mato Grosso: A - 2.080.530.300,55; R - 3.864.040.162,26; D - 1.783.509.861,71;

(11) Mato Grosso do Sul: A - 1.540.859.248,86; R - 2.804.306.811,00; D - 1.263.447.562,14;

(12) Minas Gerais: A - 26.555.017.384,87; R - 17.075.765.819,42; D - 9.479.251.565,45;

(13) Pará: A - 2.544.116.965,09; R - 9.101.282.246,80; D - 6.557.165.281,71;

(14) Paraíba: A - 1.353.784.216,43; R - 5.993.161.190,25; D - 4.639.376.973,82;

(15) Paraná: A - 21.686.569.501,93; R - 9.219.952.959,85; D - 12.466.616.542,08;

(16) Pernambuco: A - 7.228.568.170,86; R - 11.035.453.757,64; D - 3.806.885.586,78;

(17) Piauí: A - 843.698.017,31; R - 5.346.494.154,99; D - 4.502.796.137,68;

(18) Rondônia: A - 686.396.463,36; R - 2.488.438.619,93; D - 1.802.042.156,57;

(19) Roraima: A - 200.919.261,72; R - 1.822.752.349,69; D - 1.621.833.087,97;

(20) Rio de Janeiro: A - 101.964.282.067,55; R - 16.005.043.354,79; D - 85.959.238.712,76;

(21) Rio Grande do Sul: A - 21.978.881.644,52; R - 9.199.070.108,62; D - 12.779.811.535,90;

(22) Rio Grande do Norte: A - 1.423.354.052,68; R - 5.094.159.612,85; D - 3.670.805.560,17;

(23) São Paulo: A - 204.151.379.293,05; R - 22.737.265.406,96; D - 181.414.113.886,09;

(24) Santa Catarina: A - 13.479.633.690,29; R - 5.239.089.364,89; D - 8.240.544.325,40;

(25) Sergipe: A - 1.025.382.562,89; R - 3.884.995.979,60; D - 2.859.613.416,71;

(26) Tocantins: A - 482.297.969,89; R - 3.687.285.166,85; D - 3.204.987.196,96;

FONTE das informações.

Aroldo Medina

AGERT promove debate de candidatos ao Piratini.




A Associação Gaúcha de Emissoras de Rádio de Televisão do RS, promoveu hoje pela manhã, em sua sede no Centro de Porto Alegre, debate entre os candidatos ao governo do Estado, transmito por mais de 70 emissoras de rádio associadas, principalmente do interior do Rio Grande do Sul.

Somente não compareceu a candidata Yeda Crusius que teve sua ausência questionada pelos candidatos presentes. O mais contundente na cobrança da falta da governadora foi o candidato Pedro Ruas do PSOL.

O debate permitiu um confronto de idéias e divulgação das propostas dos candidatos.

Voltei a tratar da segurança pública e educação como temas chaves para desenvolvimento do Estado. Concitei o povo gaúcho a se rebelar com as pesquisas eleitorais que manipulam a cabeça do eleitor e escolher o candidato espontaneamente pelas suas idéias e não induzidos por pesquisas tendenciosas.

Também defendi que o povo gaúcho pode eleger uma bancada de deputados estaduais independentes formada por representantes do PRP, PSOL, PV e PMN, votando na legenda desses partidos de acordo com as principais idéias que defendem: PRP - segurança pública e educação; PSOL - revisão da dívida do Estado com a União, gerando mais recursos para investimentos em obras essenciais; PV - conhecimento e defesa das questões ambientais e PMN - redução da carga tributária.

Agert Eleições 2010.

Aroldo Medina.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Texto extraído do site da Rádio Gaúcha.

Aroldo Medina defende gestão com regime de disciplina militar.

Em entrevista ao Gaúcha Repórter, o candidato ao Governo do Estado pelo PRP, Aroldo Medina, lembra que metade dos gaúchos ainda não escolheram seu eleito para comandar o Piratini e, por isso, ainda acredita que pode disseminar as ideias de seu partido para vencer o pleito.

Entre as prioridades de seu plano, Medina propõe gestão forte na área da segurança pública, na qual atua há 25 anos, e da saúde, através de uma gestão inteligente com foco na ciência e na tecnologia. Segundo o candidato do PRP, as escolas de formação policial estão sucateadas e precisa de investimentos, além de melhores salários.

"Eu sou a melhor resposta política contra o aumento da criminalidade no Rio Grande", define.

Medina ressalta que os gaúchos têm que se rebelar com as pesquisas que, de acordo com ele, manipulam a cabeça do eleitor, e defende a escolha através das propostas. "Faça o seu julgamento", pede enquanto avisa que quaisquer referências podem ser encontradas com facilidade no Google.

No âmbito da educação, Medina é a favor do piso nacional dos professores e propõe a implantação de um sistema de planejamento permanente, com a valorização dos professores, criação de escolas de turno integral por regiões polo do Estado, além da ampliação do número de escolas Tiradentes.

Fonte da notícia.

Clei Moraes

Lasier Martins entrevista Aroldo Medina.



A entrevista foi hoje às 15 horas no Gaúcha Repórter. O Lasier conversou comigo durante 25 minutos, um excelente tempo para debater as principais idéias de nossa candidatura ao governo do Estado do RS. Os temas abordados foram saúde, segurança pública, educação e agronegócio, entre outros.

Também abordei o comportamento do eleitor, lembrando que metade do povo gaúcho ainda não escolheu seu candidato a governador ou estão indecisos, sugerindo que as pessoas não se deixem manipular pelas pesquisas, escolhendo seu candidato pelas idéias e propostas.

Ouça a entrevista completa.

Aroldo Medina

Entrevista para Jornal do Almoço da RBS.



Gravei hoje, em frente ao Palácio Piratini, a pedido da produção da RBS, nova entrevista de dois minutos para veiculação no Jornal do Almoço da RBS TV.

Na entrevista, destaquei que o eleitor deve escolher o candidato pelas suas idéias e propostas e não pelas pesquisas que induzem o eleitor a escolher seus candidatos baseados na idéia de uma minoria, estimulando um comportamento artificial, fundamentado no juízo dos outros e não em julgamento próprio e independente.

Depois de alertar o eleitor para seguir o seu próprio juízo no dia da eleição quando ocorre a maior pesquisa eleitoral, com o comparecimento de milhões de cidadãos nas urnas, destaquei que meu plano de governo é adotar a própria constituição do Estado do Rio Grande do Sul que pretendo cumprir com fidelidade, se for eleito governador do povo gaúcho.

Aroldo Medina.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Band Cidade





A TV Bandeirantes iniciou mais um ciclo de entrevistas com os candidatos ao governo do Estado do RS, no dia de hoje. Fui o primeiro candidato entrevistado no Band Cidade por Felipe Vieira e Lúcia Mattos.

Na rápida entrevista de cinco minutos, os âncoras do programa escolheram o tema segurança pública para nossa conversa.

O perfil do programa Band Cidade.

Aroldo Medina

Armando Burd entrevista Aroldo Medina.



Fui o convidado entrevistado no programa Espaço Pampa - "A tribuna livre do Rio Grande" - apresentado pelo jornalista político Armando Burd, hoje na rádio Pampa AM 970. Durante uma hora conversamos sobre os principais temas da administração pública ligados a uma candidatura ao governo de um Estado da Federação Brasileira.

Um raro momento em minha campanha onde pude debater, sem pressa e atropelos, minhas idéias como candidato à governador do Estado do RS. Tenho convicção de quem sai ganhando com um debate neste formato, conduzido por um jornalista experiente, é o povo gaúcho que pode conhecer e avaliar, objetivamente, a qualificação do candidato para a função que aspira.

Aroldo Medina.

Fotografias de Alfonso Abrahan.



Recebi estas fotos do amigo Alfonso Abrahan, mais concecido como Espanhol. Clicou-me no 20 de setembro, na avenida Beira Rio, em Porto Alegre. Uma lembrança carinhosa do desfile e do próprio fotógrafo que pinta seus quadros com a tecnologia da sua arte.

Aroldo

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

TV Record promove debate entre os candidatos ao governo do Estado do Rio Grande do Sul.






O debate na TV Record gaúcha reuniu sete candidatos ao governo do RS, de Partidos ou coligações com representação na Câmara Federal.

O Grupo Record assegurou excelente ambiente na recepção dos candidatos e suas assessorias nos seus estúdios, no alto do Morro Santa Teresa, em Porto Alegre.


2º bloco do debate.

3º boco do debate.

Último bloco do debate.

Fotos divulgação: Alfonso Abrahan, o Espanhol.

Desfile Farroupilha




Participei do Desfile Farroupilha, hoje pela manhã, na avenida Beira Rio, em Porto Alegre. O primeiro convite para integrar o desfile, veio do senhor Salvador, patrão do Piquete Morandi a quem agradeço a gentileza da sua cordialidade.

Na avenida, enquanto aguardava os cavaleiros de camisa branca e lenço vermelho no pescoço, do piquete Morandi, fui saudado fraternalmente pelo major da reserva da BM, Euclides Filho, patrão do piquete Desgarrados da Cavalhada, com sede em Porto Alegre.

Como estava à pé, sem cavalo, integrei-me ao piquete Desgarrados da Cavalhada.

Ainda na concentração, conheci o jovem tradicionalista Benjamim Monteiro Torres Lovato, de nove meses, bem pilchado ao lado de seus pais, o Fabiano e a Carolina. Antes de iniciar a marcha, posei ao lado de nobres capitães da Brigada.

Desfilei com o uniforme "Aba Larga", modelo 1955, usado pela cavalaria brigadiana, nos primeiros regimentos da corporação, na década de 50 quando foi oficializado o policiamento rural montado da Brigada Militar.

O coração bateu mais forte ao ingressarmos na zona onde os portoalegrenses se concentravam para assistir o desfile. Cordialidade de ambos os lados, as palmas e os cumprimentos das pessoas, abasteciam de emoção os gaúchos e as gaúchas que desfilavam em homenagem a data farroupilha.

Entre um passo e outro, abanando para todos, ouvia vez ou outra um grito ecoar na multidão: "- Dá-lhe Medina, governador!" Uma deferência especial que ficará para sempre gravada em minha memória.

Viva a Revolução Farroupilha! Minha continência a todo povo gaúcho. Que possammos juntos fazer reviver os ideais de antanho, nos dias de hoje, especialmente na política, com mais honra e coragem. Um grande abraço a todos,

Aroldo Medina

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Reapresentação do debate da TV Pampa.

Após a repercussão do debate de ontem, promovido pela Rede Pampa de rádio e televisão, entre os candidatos ao governo do RS, o grupo reprisou o programa hoje, a partir das 22 horas.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

O debate na Rede Pampa de Televisão.






A Rede Pampa de rádio e televisão promoveu hoje seu debate entre os candidatos ao governo do Estado do RS. Paulo Sérgio Pinto e Clóvis Duarte mediaram a conversa entre os candidatos que apresentaram suas propostas, ao vivo, a partir das 18 horas, por duas horas.

A equipe da Pampa proporcionou um ambiente muito agradável em seus estúdios. Sete candidatos compareceram: Aroldo Medina (PRP), Carlos Schneider (PMN), José Fogaça (PMDB), Montserrat Martins (PV), Pedro Ruas (PSOL), Tarso Genro (PT) e Yeda Crusius (PSDB).

Clic RBS comenta o debate.

Fotos: Fernando Gomes e Clei Moraes.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

CQC apresentou hoje entrevista com candidatos à governador do Rio Grande do Sul.

Foi ao ar hoje na televisão Bandeirantes, o programa que o CQC gravou com candidatos à governador do Estado do RS, há quase dois meses. A demora na apresentação do programa foi o baile que a governadora Yeda Crusius deu nos guris do CQC, em função de sua agenda sempre lotada, até que eles conseguissem uma vaga nela.

Não pude assistir o programa, no momento da sua apresentação, pois, estava reunido com um grupo de apoiadores. Soube da veiculação através do garçon de um restaurante, onde acabara de jantar.

A entrevista com os candidatos do RS.

Encontro com amigos na galeteria Primo Polastro.





Momento de confraternização durante a campanha, com um grupo de amigos fiéis. O Rosa convidou nosso time de basquete para saborearmos as iguarias apetitosas da Primo Polastro.

"Despois" de degustarmos a típica culinária italiana regada à galeto, salada, polenta e massas diversas, nos divertimos montando umas caixas que comprei hoje nos Correios para acomodar e distribuir melhor aos meus irmãos de caserna, uns santintos abençoados.

A caixa do correio deu um sufoco na turma! Era muita dobra. Ainda mais depois de muito refri, na janta. O Botelho arrematou: "- Puxa! Ainda bem que isso aqui não caiu no psicotécnico." Foi uma risada geral.

No meio de tantas dificuldades que enfrentamos numa campanha em que nos mantemos a "pão e água", momentos como este ficam para sempre guardados em nossa memória.

Aroldo Medina.

FESSERGS




Fui convidado pelo programa Espaço do Servidor, desenvolvido pela FESSERGS (Federação Sindical dos Servidores Públicos do Estado do RS) para falar sobre meu programa de governo para o funcionalismo do Estado.

Respondi as perguntas formuladas pela jornalista Tatiana Danieli, deixando bem clara minha posição de diálogo permanente com os servidores e disposição para desenvolver seu plano de carreira de acordo com as aspirações das categorias de trabalhadores do Estado, valorização salarial e treinamento permanente para oferecer a população qualidade nos serviços públicos.

Uma síntese da entrevista será disponibilizada no site da federação e apresentada no próximo sábado, dia 18 de setembro, às 15 horas e cinquenta minutos, na Ulbra TV, canal 21 da Net e canal 48 (UHF), na Região Metropolitana de Porto Alegre.

Aroldo Medina.

O site da FESSERGS

Nova entrevista ao Grupo RBS.





Foi hoje à tarde, na rampa de acesso ao auditório Dante Barone da Assembléia Legislativa do Estado do RS, com o Palácio Piratini ao fundo, no centro de Porto Alegre.

Cordialidade e profissionalismo por parte da equipe da RBS TV, com a gentileza dos seguranças da ALE-RS que abriram as portas do Parlamento gaúcho para nos acolher e proteger do vento que soprava forte.

Aroldo Medina.

domingo, 12 de setembro de 2010

Rádio Progresso de Ijuí entrevista Aroldo Medina.


Excelente trabalho jornalistico da Rádio Progresso de Ijuí que publica texto em seu site, escrito por Priscila Bée Callegari, sobre a entrevista que concedi a esse tradicional veículo de comunicação do RS.

Síntese do pensamento do candidato registrado na entrevista.

Aroldo Medina