terça-feira, 6 de novembro de 2012

Ake Albertsson e Bengt Janér

Excelentes anfitriões, ao lado da diretoria da FIERGS (Federação das Indústrias do Estado do RS), Ake Albertsson, presidente da SAAB Brasil e, Bengt Janér, diretor da SAAB, no seminário de integração Brasil - Suécia, vieram acompanhados de diretoria técnica e do embaixador da Suécia no Brasil, Magnus Robach.

A comitiva sueca era integrada por Bruno Rondani, presidente do Centro de Pesquisa e Inovação Sueco Brasileiro, com sede em São Bernardo do Campo (SP). O CISB é uma grande porta de entrada das empresas brasileiras interessadas em estabelecer parceria com a SAAB.

A diretoria da SAAB também anunciou que a ministra da defesa da Suécia, virá ao Brasil, em breve, para estreitar os laços com o governo brasileiro e, ratificar disposição de transferência total de tecnologia na fabricação do Gripen pela indústria brasileira, numa parceria boa para os dois países.

A Suécia tem qualificação técnica de sobra e história sólida na fabricação de seus aviões de caça, porém, esta em desvantagem política nesta negociação, quando estabelecemos um paralelo de relacionamento que mais adiantado do Brasil com França e com os Estados Unidos.

Os suecos interessados na venda dos seus aviões ao Brasil devem agir rápido, traçando uma meta de maior inserção local, sendo assíduos junto à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Seu corpo diplomático, deve intensificar a programação de uma agenda política, trazendo ao Brasil, além da sua ministra da defesa, seu primeiro ministro para visitar a presidente Dilma e o ministro da Defesa, Celso Amorim.

Aroldo Medina

Foto: Eduardo Leal / FIERGS

Leia mais sobre a venda dos caças em PODER AÉREO.

Digno de nota: a Suécia propôs ainda ao Brasil financiar 100% do dinheiro necessário para aquisição dos aviões, com juros baixos e possibilidade de pagamento de longo prazo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário