segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Ronaldo Fenômeno


Precisas palavras do presidente do Corinthians, Andres Sanchez: Ronaldo antes de ser jogador é um ser humano, com defeitos e virtudes.

A despedida de Ronaldo Fenômeno, três vezes o Melhor do Mundo no futebol, mobilizou hoje a nação brasileira, em horário nobre da televisão, ao meio dia, para anunciar que encerrou sua carreira como jogador de futebol.

Não fosse a informalidade do ambiente da coletiva para imprensa, apesar de ser um anúncio oficial, Ronaldo teve atenção e audiência de Presidente da República e, naquele momento talvez de fato era, pois, atrás do jogador, o painel de fundo registrava: "República Popular do Corinthians".

O jogador demonstrou maturidade política e agiu com humildade. Declarou-se vencido pelos limites do seu corpo. Aspirou que a medicina pudesse estar mais evoluída e deixou claro como sol do meio dia que doía mais do que suas lesões, as críticas que ridicularizavam sua gordura.

Ronaldo deixa o futebol, uma literal paixão mundial, como um rei de nobreza popular, transpirando grande amor pelo esporte.

Aroldo Medina

Nenhum comentário:

Postar um comentário