segunda-feira, 18 de julho de 2016

Dom Quixote.

Dom Quixote! Esse personagem me encanta, principalmente diante das adversidades. Refugio-me nele quando os Moinhos sopram guinchando tempestades. Deixo-me derrubar do cavalo, para Rocinante abrigar-se ao meu lado.


Morridos, nos deixamos sepultar. Ganhamos então, nossa lápide segura. Em cima dela ouvimos Sancho choramingar, lamentando a perda da sua ilha. Adormecemos em sono profundo.

Mas o tempo há de passar e, juntos Dom Quixote e Rocinante levantam da sua cova escura, ressurgindo com a esperança que jamais se deixou sepultar, bradando e tilintando novamente, uma espada que clama por justiça, em defesa de um povo subjugado pela educação roubada.

Aroldo Medina



Nenhum comentário:

Postar um comentário