segunda-feira, 11 de agosto de 2014

O GRENAL

Liguei para o professor Wambert Di Lorenzo e o meu amigo Alfonso Abraham para sugerir uma foto durante o GRENAL. Eu vestindo a camiseta do Grêmio e o professor a camiseta do Inter. Ambos, prontamente, concordaram. Ao desligar o telefone, meus botões começaram a conversar comigo.

Os botões levaram-me a ligar para dois irmãos da Brigada, o major Magno e o major Botelho este, meu colega de turma. Ambos trabalharam no BOE, em GRENAL. Expus a eles, a ideia das fotos com o professor Wambert Gomes Di Lorenzo I, hoje, no estádio Beira Rio. Os dois comandantes demoveram-me da intenção, fundamentando sua opinião na agressividade existente entre as torcidas, principalmente entre as organizadas.

Zero Hora dominical traz na sua capa hoje, uma chamada: "Como melhorar a convivência entre as torcidas" e escreve sobre o tema, nas páginas 38 e 39 do seu Caderno de Esportes. Os dirigentes de ambos os clubes, mais a BM veem com cautela a proposta de integração das torcidas, dentro do Beira Rio e da Arena, em dia de GRENAL.

A civilidade buscada existe. Eu já testemunhei o que se pretende (integração entre as torcidas do Inter e do Grêmio FBPA), em Erechim. Depois de assistir um GRENAL na cidade fiquei impressionado com a educação dos torcedores saindo do estádio, lado a lado, sem cordão da Brigada, caminhando como uma nação civilizada. 10 para estes torcedores colorados e gremistas.

Assim como a torcida do Grêmio FBPA tem o Danrlei, deputado federal, os colorados podem ter o professor Wambert Gomes Di Lorenzo, como seu centroavante, no Congresso Nacional. Tenho certeza de que o professor orgulharia muito a torcida do Internacional, além de fazer muitos gols para todo o RS.


Restou tirar uma foto com meu cunhado, durante o churrasco de comemoração do Dia dos Pais, domingo, em casa.  

Aroldo Medina

Nenhum comentário:

Postar um comentário