quinta-feira, 7 de agosto de 2014

Estelionato com cartão de crédito.

Recebi ligação telefônica da Central que administra os cartões da Caixa Econômica Federal há uma hora. Perguntaram se havia feito compras pela Internet hoje e, a atendente passou a discriminar as transações que foram feitas. Uma a uma fui negando todas elas.

Mais uma vez fui premiado com a atenção de estelionatários. Porém creio que desta vez não "roubaram meus dados pessoais da Internet" (ônus de quem tem todos os dados divulgados, em função da vida pública), como aconteceu final do ano passado quando fui atrás dos bandidos e, depois de pedir ajuda da Polícia Civil de SC, os criminosos foram identificados e presos.

Desta vez creio que os dados do meu cartão da Caixa, bandeira Mastercard, foram possivelmente clonados a partir da sua utilização em uma dessas maquininhas onde passamos o cartão. Alguns destes equipamentos são desviados de suas operadoras e são instalados neles, um dispositivo que armazena os dados do cliente e sua senha. O golpe é frequente em estabelecimentos de alimentação, onde suspeito que meu cartão foi clonado.

Felizmente o sistema de segurança da Caixa identificou o golpe, bloqueou a grande maioria das compras e fez contato comigo e, ainda fui informado que a CEF tem um protocolo de cooperação com a Polícia Federal para responder a esse tipo de crime que cresce assustadoramente no Brasil.

Inevitável nestas circunstâncias fazer o registro de que, se vier a ocupar uma das vagas em nossa Assembléia Legislativa, farei de nosso gabinete, um centro de pesquisa e combate ao estelionato no Brasil.


Aroldo Medina
Major da ativa da Brigada Militar

Nenhum comentário:

Postar um comentário