segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Aprendendo com os filhos.


A Natália acrescentou um novo capítulo na história do meu boletim de desempenho como pai.

No intervalo das aulas, hoje pela manhã, no colégio La Salle Canoas, o assunto entre os estudantes foi o que deram de presente para o pai, ontem. A lista incluiu vinho, guloseimas, roupas, perfumes e eletrônicos.

O grupo, percebendo o silêncio da Natália sobre o seu presente questionou: “– E tu Natália, o que deu para o teu pai?” “– Eu? Fiz um boletim para ele”. “– Um boletim?” Indagaram surpresos! Ela confirmou e deu as explicações necessárias sobre o tal boletim. Ai surgiu um testemunho inusitado. Os estudantes entraram no espírito e começaram: “– Olha! Natália. O meu pai comigo não recupera mais a nota este ano. Tá rodado.” “– O meu já esta em recuperação”. “– O meu, falta direto”. “– O meu não abre a boca para dizer nada”. “– Nem sei o que falar do meu”. Olharam para a Natália e arremataram: “– Natália. O teu é o único aqui que já passou de ano”.

Com tudo isso, senti que minha responsabilidade no final, como pai e com a repercussão que a matéria teve no meu Facebook aumentou: 70 vezes 7 vezes mil.

Aroldo Medina

Nenhum comentário:

Postar um comentário