sexta-feira, 18 de novembro de 2011

174 anos da BM.


Quando era pequeno eu pensava em ser astronauta. Planejei ingressar na Força Aérea Brasileira lá pelos 15 anos de idade, para começar como piloto de caça e depois cursar engenharia mecânica. Achava que essses pré-requisitos me levariam ao espaço.

Ao descobrir, num concurso que prestei à FAB, que tinha miopia e astigmatismo, com um pequeno grau de daltonismo, meu sonho foi por água abaixo. Ai tive que repensar minha vida profissional. Alguém me falou da Brigada. Começei a prestar atenção nos brigadianos trabalhando nas ruas, lá por volta de 1982. A postura militar chamou minha atenção.

Completei 18 anos e resolvi servir na Aeronáutica, onde ingressei em 1983. Prestei serviço militar no QG do V Comar, em Canoas. Gostei muito. Meu pai e minha mãe sempre foram grandes incentivadores. Como minha carreira na FAB era limitada, na época, porque os óculos me atrapalhavam, dei baixa, com bastante pesar e resolvi ingressar na BM.

Fiz dois vestibulares. Em 1984, o primeiro. Rodei no exame físico. Não consegui fazer 5 barras. Passei um ano treinando corrida, barra e abdominal e frequentando o pré-vestibular Universitário, em Porto Alegre. Fiz novo vestibular na PUC-RS, em 1985. Aprovado, virei "bixo". Em 17 de fevereiro de 1986 fui matriculado na Academia de Polícia Militar. Minha mãe, orgulhosa e chorando, levou o "marmanjão" até a porta da escola militar. Vai que eu mudava de idéia!

Estou com 26 anos de BM quando a corporação completa 174 anos de existência, criada em 18 de novembro de 1837, na então Província de São Pedro do Rio Grande do Sul.

A Brigada é a soma de todos nós, nesse tempo todo. Como um ser humano, cheia de virtudes, acertos e erros. Um organismo vivo, atuante na vida de todos nós, especialmente nas horas difíceis quando é sempre lembrada.

Já imaginou o Rio Grande, sem a Brigada?

Um grande abraço e muitos anos de vida à Brigada Militar! Saúde e paz a todos seus integrantes.

Aroldo Medina

Nenhum comentário:

Postar um comentário