quinta-feira, 16 de julho de 2009

Orgulho de mãe



Álbum de família é bom de ver. Quanto mais antiga a foto, o sabor da saudade é mais intenso. Aí está minha mãe, bem orgulhosa. Dá para notar, não é? Filho formado. Aspirante da BM. 18 de novembro de 1988, Academia de Polícia Militar, em Porto Alegre. Achei que não ia terminar esse curso nunca. O CFO (Curso de Formação de Oficiais) era de três anos. O primeiro ano parecia que não passava nunca. Vida de bicho é fogo. Igual a faculdade. Primeiros semestres parecem ser mais longos, depois vão encurtando. Chega o dia da formatura, a família toda lá, reunida. Os pais "gavando" os filhos e os filhos bem faceiros com os pais. Minha mãe é culpada de eu ser militar. Ela me levava para assistir os desfiles da semana da pátria, desde que eu tinha dois anos. Adorava. Deu no que deu. A culpa do meu interesse por política é dela também. Muito crítica, ligada nas notícias, passava analisando os governos. Comecei a prestar atenção neles também e, confesso nos meus 45 anos de vida, muito poucos me agradaram. Um abraço a todos os visitantes desse espaço, Aroldo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário