quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Pane na estrada






Minha irmã estava certa. Ontem pedi o seu carro emprestado para fazer uma viagem. Ela me alertou sobre a possibilidade do veículo apresentar problemas. Mesmo assim resolvi arriscar. Duzentos quilômetros adiante de Canoas, pela BR 386, em Fontoura Xavier, o carro "deu os doces". Parado na beira da estrada, empurrei o carro até um posto de gasolina. Forcegei sozinho! Olhei no relógio, eram 03:30 da madrugada.

Resumindo a história do socorro que é longa, fui salvo pelo pessoal da Seguradora MAPFRE, mesmo o carro não estando mais segurado, mandaram-me um guincho. Minha irmã e meu cunhado compraram um carro novo e transferiram o seguro do carro velho para o novo veículo. Fiquei impressionado com o atendimento da MAPFRE. Nota 10! Nunca vi uma Seguradora prestar socorro desta maneira, pensar primeiro na segurança da pessoa, sem colocar o lucro acima de tudo. O mínimo que posso fazer para retribuir é fazer meu próximo seguro com a MAPFRE.

Entrei em contato com meus irmãos da BM para pedir a indicação de uma oficina em Soledade para consertar o carro. Indicaram-me a oficina do Edinho, onde o carro já esta em conserto para prosseguir a viagem aos Sete Povos das Missões.

2 comentários:

  1. Amigo Medina, a MAPFRE, senão a maior, uma das maiores seguradoras do mundo. Nos últimos anos, meu veículo automotor tem sido segurado pela MAPFRE, através do SICREDIMIL. Vale a pena, pois quando precisas, a MAPFRE responde "PRESENTE"!

    ResponderExcluir
  2. Darlan, o pessoal dessa Seguradora é de primeiro mundo, com formação franciscana. Merecem todo nosso reconhecimento. Um abraço fraterno, ao estimado amigo. Medina.

    ResponderExcluir